ProZ.com global directory of translation services
 The translation workplace
Ideas

A new ProZ.com translation contests interface is currently in development, and a preview contest is underway. Click here to visit the new interface »

Previous ProZ.com translation contests

French » Portuguese (BR) - 4 entries


From "Auto-entrepreneur? Kouac!…" by Babozor at http://www.travailleursduweb.com/2009/01/26/auto-entrepreneur-kouac.html. 324 words
C’est tout neuf, c’est tout nouveau, le statut d’auto-entrepreneur doit/devait révolutionner le web en permettant à tous de pouvoir faire du business… et de pouvoir déclarer pubs, petits travaux - et, pourquoi pas, générer du vrai business.

Je n’ai pour l’instant rien de vraiment précis en tête, mais j’ai toujours plein de projets et pourquoi pas de temps en temps des trucs qui pourraient générer du cash, donc je me dis: "tiens on va tester ça… en plus l’enregistrement peut se faire en ligne, ça devrait plutôt mieux se passer."

Le site est plutôt bien fait, même si certaines fois cela manque un peu d’explications pour les non-initiés (comme les différentes formes de régimes, etc…). On peut tout faire d’un coup en scannant une pièce d’identité.

Bon, le formulaire est assez trapu, pas mal de questions, des renseignements, etc… mais rien de dramatique.

Je remplis mon (gros) formulaire comme un gentil garçon bien sage.

Je reçois un email qui me confirme que mon dossier a bien été enregistré et que je recevrai d’autres infos un peu plus tard, alors  j’attends… confiant.

Kouac - Activité non reconnue

Et là, surprise:
Mon dossier est refusé… j’envoie un email, j’essaye de les avoir au téléphone (toute une aventure, pas réussi d’ailleurs) et c’est grâce à l’aide de Dame Tartine que je trouve enfin l’explication:

Attention, l’application au 1er janvier 2009 ne concerne pas encore toutes les activitées : suite à un blocage avec la CIPAV, (caisse interprofessionnelle de prévoyance et d’assurance vieillesse) qui regroupe une très large partie des professions libérales, dont les ingénieurs-conseils et les informaticiens, beaucoup d’auto-entrepreneurs souhaitant travailler dans les nouvelles technologies ne peuvent accéder pleinement à ce régime. Faute de mieux, Novelli a promis de régler ce problème par le biais d’un amendement législatif.

Donc, si vous voulez être auto-entrepreneur dans les nouvelles technologies, deux solutions:

- attendre (et on sait pas combien de temps)

- mentir sur la nature réelle du travail

The winning and finalist entries are displayed below.To view the like/dislike tags the entries received simply click on the "view all tags" link on the right hand corner of each entry.

You can leave your feedback for this pair at the bottom of the page.

Congratulations to the winners and thanks to all the participants!






Entry #1 - Points: 11 - WINNER!
View all tags
É tudo novo, é tudo novo, o estatuto do autônomo deve, ou deveria, revolucionar a web permitindo a todos poder fazer negócios... e poder declarar bares, pequenos trabalhos - e, por que não, gerar verdadeiros negócios.

No momento não tenho nada de muito preciso na cabeça, mas estou sempre cheio de projetos e por que não de tempos em tempos umas coisas que poderiam gerar capital, daí eu digo a mim mesmo: "vamos testar isso... além do mais, a inscrição pode ser feita online, assim não pode haver problemas."

O site até que é bem feito, mesmo se algumas vezes falta um pouco de explicação para os não iniciados (como as diferentes formas de regimes, etc.). Pode-se fazer tudo de um golpe só escaneando um documento de identidade.

Bom, o formulário é bem substancioso, há várias perguntas, informações, etc., mas nada de dramático.

Preencho o meu formulário (grande) como um bom menino bem ajuizado.

Recebo um e-mail que me confirma que o meu dossiê foi salvo com sucesso e que receberei mais informações um pouco mais tarde, então espero... confiando.

Operação inválida

E surpresa!

Meu dossiê é recusado... envio um e-mail, tento telefonar para eles (bem uma aventura, aliás que não deu muito certo) e é graças à ajuda de Dame Tartine que finalmente encontro a explicação:

Atenção, o requerimento de 1 de janeiro de 2009 não se refere a todas as atividades: após um bloqueio com o CIPAV (caixa interprofissional de previdência e seguro velhice) que reagrupa uma parte bem grande dos profissionais liberais, entre os quais engenheiros-consultores e informáticos, muitos autônomos desejam trabalhar nas novas tecnologias não podem ter acesso pleno a este regime. Faltando um melhor, Noveli prometeu resolver este problema através de uma emenda legislativa.

Portanto, se quiser ser autônomo nas novas tecnologias, duas soluções:

- esperar (e não sabemos quanto tempo)

- mentir quanto à natureza real do trabalho



Entry #2 - Points: 9
View all tags
É uma novidade, novinho em folha, o estatuto de auto-empreendedor deve/devia revolucionar a internet, permitindo a todos realizar negócios... e poder declarar propagandas, pequenos jobs - e porque não, produzir verdadeiros negócios.

Por enquanto, eu não tenho nada muito preciso em mente, mas tenho sempre um monte de projetos e, porque não?, de vez em quando uns lances que poderiam gerar dinheiro, então eu me digo: "taí, vamos testar isso... além do mais o registro pode ser feito online, tudo deve dar certo".

O site é bastante bem feito, embora careça por vezes de algumas explicações para os não-iniciados (tais como as diferentes formas de regime, etc.). Tudo pode ser feito de uma vez, escaneando um documento de identidade.

Bom, o formulário é bastante complexo, com bastante perguntas, informações, etc., ... mas nada de dramático.

Eu preencho meu (grande) formulário como um bom menino bem comportado.

Eu recebo um email que me confirma que meu dossiê foi bem registrado e que vou receber mais informações daqui a pouco, então eu aguardo... confiante.

E aí, surpresa:
Meu dossiê foi recusado... eu envio um email, tento falar com eles no telefone (toda uma aventura, aliás não consegui) e é com a ajuda de Dame Tartine que eu encontro finalmente a explicação:

Atenção, a disposição do 1o de janeiro de 2009 não se aplica ainda a todas as atividades: após um bloqueio na CIPAV (Fundo interprofissional de produtos de vida e aposentadoria complementar) que agrupa boa parte das profissões liberais, dentre eles engenheiros-consultores e programadores, muitos autoempreendedores que desejam trabalhar com novas tecnologias não podem ter pleno acesso a este regime. Na falta de algo melhor, Novelli prometeu resolver o problema por meio de uma emenda legislativa.

Ou seja, se você quer ser auto-empreendedor em novas tecnologias, duas soluções:

-esperar (e não sabemos por quanto tempo)

-mentir sobre a verdadeira natureza do trabalho



Entry #3 - Points: 8
View all tags
Tudo é novo, tudo é novidade: o estatuto de autoempreendedor deve/deveria revolucionar a web ao permitir que todos possam fazer negócios, divulgar anúncios, pequenos serviços e, por que não?, gerar verdadeiros negócios.

No momento não tenho nada preciso em mente, mas sempre tive muitos projetos e, de vez em quando, ideias que poderiam gerar dinheiro vivo. Portanto, pensei comigo mesmo: "vamos fazer um teste... além disso, o registro pode ser feito online, o que deve funcionar ainda melhor".

O sítio é muito bem feito, mesmo que às vezes falte um pouco de explicação para os não-iniciados (sobre os diversos tipos de regimes, por exemplo). É possível fazer tudo de uma vez só, bastando a reprodução digital de um documento de identidade. Bem, o formulário é curto e grosso, cheio de perguntas, dados, etc. Mas nada demais.

Preenchi meu formulário (enorme) como um bom menino, obediente. Recebi um email confirmando que minha inscrição havia sido registrada e que em breve eu teria mais informações. Aguardei, confiante.

Ah! Atividade não reconhecida

Eis a surpresa:
Minha inscrição foi recusada. Enviei email, tentei conversar com eles pelo telefone (uma aventura à parte, mal-sucedida, aliás) e foi graças à ajuda de Dona Tartine que enfim descobri a explicação:

Atenção. A vigência em 1° de janeiro de 2009 ainda não abrange todas as atividades: após o bloqueio na CIPAV (Caixa Interprofissional de Previdência e Aposentadoria) – que agrupa boa parte dos profissionais liberais, entre eles os engenheiros consultores e os profissionais da informática –, muitos autoempreendedores que desejam trabalhar no ramo das novas tecnologias não têm acesso pleno ao regime. Na falta de melhor solução, Novelli prometeu resolver o problema por meio de uma emenda à legislação.

Portanto, se você deseja ser um autoempreendedor no ramo das novas tecnologias, há duas soluções:

- esperar (sabe-se lá por quanto tempo)
- mentir sobre a verdadeira natureza do trabalho



Entry #4 - Points: 1
View all tags
Ele é novo, tudo é novo, o estado de auto-Empreiteiro deverá / deverão revolucionar a web, permitindo que todos sejam capazes de fazer negócios ... e para declarar bares, pequenos trabalhos - e porque não geram o negócio real.

Tenho por agora nada realmente específico em mente, mas ainda estou cheia de planos e porque não de vez em quando as coisas que poderiam gerar dinheiro, por isso estou pensando que vai querer testá-lo ... gravação mais pode ser feito online, deve acontecer um pouco melhor. "

O local é muito bem feito, embora algumas vezes ele erra algumas explicações para os leigos (como formas diferentes de plantas, etc ...). Você pode fazer tudo ao mesmo tempo fazendo a varredura de identificação.

Lotes Bem, a forma é bastante encorpado, de perguntas, informações, etc ... mas nada dramático.

Eu conheci o meu (grande) forma como um bom garoto inteligente.

Recebi um e-mail que confirma-me que o meu caso foi registrado e que vou receber mais informações mais tarde, então estou esperando ... confiante.

Kouac - não reconhecido

E há algumas surpresas:
Meu pedido é indeferido ... enviar um e-mail, tente ter o telefone (uma aventura, aliás, falhou) e graças à ajuda de Dame Tartine que finalmente encontrei a explicação:

Atenção execução em 1 de Janeiro de 2009 não tem todas as atividades: Na sequência de um impasse com o CIPAV (fundo de previdência e outras de seguros de pensões), que abrange um número muito grande de profissionais, incluindo engenheiros conselhos e profissionais, muitos auto-empresários interessados em trabalhar as novas tecnologias podem ter pleno acesso a este sistema. Faute de mieux, Novelli prometeu resolver este problema através da alteração legislativa.

Portanto, se você quer ser auto-empresário na tecnologia, duas soluções:

- Wait (e não sabemos quanto tempo)

- Mentira sobre a natureza real do trabalho



« return to the contest overview



Translation contests
A fun way to take a break from your normal routine and test - and hone - your skills with colleagues.