Mobile menu

Off topic: A propósito de títulos (Eng, Dr, Prof, PhD, etc, etc)
Thread poster: António Ribeiro
Ant√≥nio Ribeiro  Identity Verified
Local time: 17:45
English to Portuguese
+ ...
Jun 10, 2004

Pediram-lhe para informar qual era a sua profiss√£o. Ela hesitou, sem saber bem como se classificar.

"O que eu pergunto é se tem um trabalho", insistiu o funcionário.

"Claro que tenho um trabalho", exclamou a Maria. "Sou m√£e".

"Nós não consideramos 'mãe' um trabalho. Vou colocar Dona de casa", disse o funcionário friamente.

Não voltei a lembrar-me desta história até ao dia em que me encontrei numa situação idêntica. A pessoa que me atendeu era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante.

"Qual é a sua ocupação?", perguntou.

N√£o sei o que me fez dizer isto; as palavras simplesmente saltaram-me da boca para fora: "Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Rela√ß√Ķes Humanas."

A funcion√°ria fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar para o ar, e olhou-me como quem diz que n√£o ouviu bem. Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas.

Ent√£o reparei, maravilhada, como ela ia escrevendo, com tinta preta, no question√°rio oficial.

"Posso perguntar", disse-me ela com novo interesse, "o que faz exactamente?"

Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, ouvi-me responder: "Desenvolvo um programa a longo prazo (qualquer mãe faz isso), em laboratório e no campo experimental (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa). Sou responsável por uma equipa (a minha família), e já recebi quatro projectos (todas meninas). Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda???), o grau de exigência é próximo de 14 horas por dia (para não dizer 24...)".

Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária que acabou de preencher o formulário, se levantou, e pessoalmente me abriu a porta. Quando cheguei a casa, com o título da minha carreira erguido, fui recebida pela minha equipa - uma com 13 anos, outra com 7 e outra com 3. Do andar de cima, pude ouvir a minha nova experiência (uma bebé de seis meses), testando uma nova tonalidade de voz.

Senti-me triunfante! Maternidade... que carreira gloriosa! Assim, as av√≥s deviam ser chamadas "Doutora S√©nior em Desenvolvimento Infantil e em Rela√ß√Ķes Humanas", as bisav√≥s: "Doutora Executiva-S√©nior " e as tias: "Doutora-Assistente".


Autor desconhecido.

[Edited at 2004-06-10 15:36]


Direct link Reply with quote
 
xxxHCiborovius
Local time: 08:45
German to Portuguese
+ ...
Um artigo fant√°stico! Jun 11, 2004

António Ribeiro wrote:

Pediram-lhe para informar qual era a sua profiss√£o. Ela hesitou, sem saber bem como se classificar.

"O que eu pergunto é se tem um trabalho", insistiu o funcionário.

"Claro que tenho um trabalho", exclamou a Maria. "Sou m√£e".

"Nós não consideramos 'mãe' um trabalho. Vou colocar Dona de casa", disse o funcionário friamente.

Não voltei a lembrar-me desta história até ao dia em que me encontrei numa situação idêntica. A pessoa que me atendeu era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante.

"Qual é a sua ocupação?", perguntou.

N√£o sei o que me fez dizer isto; as palavras simplesmente saltaram-me da boca para fora: "Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Rela√ß√Ķes Humanas."

A funcion√°ria fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar para o ar, e olhou-me como quem diz que n√£o ouviu bem. Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas.

Ent√£o reparei, maravilhada, como ela ia escrevendo, com tinta preta, no question√°rio oficial.

"Posso perguntar", disse-me ela com novo interesse, "o que faz exactamente?"

Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, ouvi-me responder: "Desenvolvo um programa a longo prazo (qualquer mãe faz isso), em laboratório e no campo experimental (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa). Sou responsável por uma equipa (a minha família), e já recebi quatro projectos (todas meninas). Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda???), o grau de exigência é próximo de 14 horas por dia (para não dizer 24...)".

Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária que acabou de preencher o formulário, se levantou, e pessoalmente me abriu a porta. Quando cheguei a casa, com o título da minha carreira erguido, fui recebida pela minha equipa - uma com 13 anos, outra com 7 e outra com 3. Do andar de cima, pude ouvir a minha nova experiência (uma bebé de seis meses), testando uma nova tonalidade de voz.

Senti-me triunfante! Maternidade... que carreira gloriosa! Assim, as av√≥s deviam ser chamadas "Doutora S√©nior em Desenvolvimento Infantil e em Rela√ß√Ķes Humanas", as bisav√≥s: "Doutora Executiva-S√©nior " e as tias: "Doutora-Assistente".


Autor desconhecido.

[Edited at 2004-06-10 15:36]


Direct link Reply with quote
 
tradusport  Identity Verified
Portugal
Local time: 07:45
Portuguese to French
+ ...
podia ter sido uma mensagem para o " dia da M√£e"... Jun 12, 2004

embora precisamente o facto de haver "um" dia da M√£e, me tenha sempre causado um sentimento algo equ√≠voco, misturando ternura e ironia... Obrigada Ant√≥nio. √Č tanto mais agrad√°vel ser um homem a publicar um artigo desse... Todo o trabalho de M√£e parece sempre t√£o normal e natural que raramente √© valorizado cmo deveria...e ainda por cima, fica mal quando , nos dias menos bons, as mulheres t√™m o descaramento de fazer notar a sua dedica√ß√£o " vital√≠cia"!
Bom fim de semana


Direct link Reply with quote
 

Sandrinha  Identity Verified

Local time: 07:45
French to Portuguese
+ ...
Bravo Nov 27, 2004

Bravo, (in)felizmente a administração sofre de estupidez latente. Tens o meu apoio, pois já viajei bastante e pude constatar que isso se verifica em muitos pontos do planeta...so sad...

Direct link Reply with quote
 


To report site rules violations or get help, contact a site moderator:


You can also contact site staff by submitting a support request »

A propósito de títulos (Eng, Dr, Prof, PhD, etc, etc)

Advanced search






TM-Town
Manage your TMs and Terms ... and boost your translation business

Are you ready for something fresh in the industry? TM-Town is a unique new site for you -- the freelance translator -- to store, manage and share translation memories (TMs) and glossaries...and potentially meet new clients on the basis of your prior work.

More info »
CafeTran Espresso
You've never met a CAT tool this clever!

Translate faster & easier, using a sophisticated CAT tool built by a translator / developer. Accept jobs from clients who use SDL Trados, MemoQ, Wordfast & major CAT tools. Download and start using CafeTran Espresso -- for free

More info »



All of ProZ.com
  • All of ProZ.com
  • Term search
  • Jobs