Mobile menu

Novo tipo de anónimos – pactuamos e deixamos a praga alargar, ou não?
Thread poster: António Ribeiro
António Ribeiro  Identity Verified
Local time: 16:14
English to Portuguese
+ ...
Apr 22, 2005

Este anónimo engraçadinho chamado ... apareceu hoje no ProZ. Ver: http://www.proz.com/kudoz/1009285

O mais curioso é que teve o cuidado de se registrar com esse nome, sem contudo preencher o perfil. Aparentemente, também tem um endereço electrónico.

É o primeiro caso de que tenho conhecimento mas, se não fizermos nada contra isto, certamente que não será o último.

A atitude dessa pessoa é, no mínimo, insultuosa para com todos os profissionais honestos que usam este sítio. Será que a internet está a tornar as pessoas irresponsáveis pelos seus actos? Ou será um caso isolado de desonestidade e falta de educação?

Já comuniquei o facto ao moderador do par Inglês > Português e tenho estado a espera de um comentário da sua parte.

António Ribeiro
Austrália


Por motivos "politicamente correctos" em vigor no ProZ, acabo de omitir o nome ofensivo pelo qual um "proziano" decidiu chamar-se a si próprio. É evidente de que se trata de uma brincadeira de mau gosto mas, há sempre quem não goste de ver nomes publicados, mesmo como o deste caso.




[Edited at 2005-04-22 12:55]


Direct link Reply with quote
 

Gabriela Frazao  Identity Verified
Portugal
Local time: 07:14
Member (2002)
English to Portuguese
+ ...
Também pedi a intervenção do moderador Apr 22, 2005

Olá, António

Certamente que o colega Tomas Bueno irá pôr cobro a isto.
Porque se a moda pega, estamos feitos.
Já não nos bastava os «I love you» e afins.
Não tenho forma de saber de quem se trata, por isso, aguardemos.
Um abraço
Gabriela



António Ribeiro wrote:

Este anónimo engraçadinho chamado Maria Gustava dos Prazeres e Morais apareceu hoje no ProZ. Ver: http://www.proz.com/kudoz/1009285

O mais curioso é que teve o cuidado de se registrar com esse nome, sem contudo preencher o perfil. Aparentemente, também tem um endereço electrónico.

É o primeiro caso de que tenho conhecimento mas, se não fizermos nada contra isto, certamente que não será o último.

A atitude dessa pessoa é, no mínimo, insultuosa para com todos os profissionais honestos que usam este sítio. Será que a internet está a tornar as pessoas irresponsáveis pelos seus actos? Ou será um caso isolado de desonestidade e falta de educação?

Já comuniquei o facto ao moderador do par Inglês > Português e tenho estado a espera de um comentário da sua parte.

António Ribeiro
Austrália


Direct link Reply with quote
 

Tomás Rosa Bueno  Identity Verified
Argentina
Local time: 03:14
English to Portuguese
+ ...
Já estou a tratar do assunto Apr 22, 2005

Acabo de postar uma pergunta a respeito no forum dos moderadores. Não posso simplesmente tomar uma atitude, pois as regras de privacidade do Proz, infelizmente, dão a essa pessoa o direito de se inscrever e fazer perguntas no sítio com o nome que bem entender, e com a quantidade de informações pessoais que julgar mais conveniente.

Contudo, como este caso em particular parece ser mais ofensivo que outros, certamente algo deverá ser feito. Só não sei ainda o que, mas não demora.

Só mais um bocadinho de paciência e já encontraremos uma solução.

Tomás


Direct link Reply with quote
 
António Ribeiro  Identity Verified
Local time: 16:14
English to Portuguese
+ ...
TOPIC STARTER
Obrigado pela a atenção dada ao caso Apr 22, 2005

Não creio que seja um problema de difícil solução. Para isso, proponho o tratamento radical de cortar o mal pela raíz. É claramente uma atitude de abuso, uma provocação.

Tomás Rosa Bueno wrote:

Só mais um bocadinho de paciência e já encontraremos uma solução.

Tomás


Direct link Reply with quote
 

Mónica Machado
United Kingdom
Local time: 07:14
English to Portuguese
+ ...
Sugestão Apr 22, 2005

Olá,

Eu modestamente gostaría de sugerir que alguém fosse incumbido de aceitar ou não inscrições novas no PROZ. Talvez uma comissão de vários tradutores para não sobrecarregar muito o trabalho do moderador.

Mas a verdade é que quando se quer que este local seja de todos, não há muito a fazer...

Se calhar devia haver duas secções de KUDOZ. Uma para quem é realmente da profissão e anda nisto a sério (e foi aceite pela tal comissão) e outra aberta a todos (engraçados ou simplesmente curiosos). Assim quem quisesse ajudar os outros colegas sem se aborrecer com os curiosos/engraçados utilizadores tinha a vida facilitada.

É que a qualidade do KUDOZ baixa com estas coisas. Eu por exemplo já não respondo nem pergunto nada através do KUDOZ para evitar respostas fora do contexto e de simples caça aos pontos. E é também essa uma das razões por que ainda sou membro não-pagante. Afinal quem é que quer ser membro-pagante de uma organização/associação de profissionais onde qualquer um fora da profissão pode opinar? Imaginem se fossemos uma associação de médicos em que os não-médicos também podiam fazer diagnósticos e receitar medicamentos. É por isso que a nossa profissão não é bem-vista pelos outros e é tão criticada. Qualquer um está habilitado...

É só uma opinião, claro!
Bom trabalho
Mónica


Direct link Reply with quote
 

Gabriela Frazao  Identity Verified
Portugal
Local time: 07:14
Member (2002)
English to Portuguese
+ ...
100% de acordo... Apr 23, 2005

Olá, Mónica

A sua intervenção não podia ser mais concisa, objectiva e oportuna.

O problema é que estamos todos no mesmo "saco", o que não prestigia a nossa profissão nem "separa o trigo do joio".

Defendo, e sempre defendi, que todos os espontâneos, engraçadinhos, anónimos e sem perfil preenchido deviam ter um local próprio no ProZ, onde pudessem publicar livremente as suas dúvidas (e até brincar), sem incomodar quem trabalha ou quem está sempre disposto a ajudar.

Ao criar espaços próprios, o ProZ não abdicaria da sua democraticidade e contribuiria para o bem-estar,harmonia e satisfação de todos os profissionais.

A saída de muitos colegas e o desinteresse demonstrado por muitos, é uma prova inequívoca do que esta situação já provocou e continua a provocar.

Esperemos que alguma coisa mude - o ProZ deve voltar a ser um site de qualidade e de encontro, e ter em atenção os anseios e os interesses de todos os tradutores profissionais que ainda resistem.

Um abraço da,
Gabriela



Mónica Machado wrote:

Olá,

Eu modestamente gostaría de sugerir que alguém fosse incumbido de aceitar ou não inscrições novas no PROZ. Talvez uma comissão de vários tradutores para não sobrecarregar muito o trabalho do moderador.

Mas a verdade é que quando se quer que este local seja de todos, não há muito a fazer...

Se calhar devia haver duas secções de KUDOZ. Uma para quem é realmente da profissão e anda nisto a sério (e foi aceite pela tal comissão) e outra aberta a todos (engraçados ou simplesmente curiosos). Assim quem quisesse ajudar os outros colegas sem se aborrecer com os curiosos/engraçados utilizadores tinha a vida facilitada.

É que a qualidade do KUDOZ baixa com estas coisas. Eu por exemplo já não respondo nem pergunto nada através do KUDOZ para evitar respostas fora do contexto e de simples caça aos pontos. E é também essa uma das razões por que ainda sou membro não-pagante. Afinal quem é que quer ser membro-pagante de uma organização/associação de profissionais onde qualquer um fora da profissão pode opinar? Imaginem se fossemos uma associação de médicos em que os não-médicos também podiam fazer diagnósticos e receitar medicamentos. É por isso que a nossa profissão não é bem-vista pelos outros e é tão criticada. Qualquer um está habilitado...

É só uma opinião, claro!
Bom trabalho
Mónica



Direct link Reply with quote
 
António Ribeiro  Identity Verified
Local time: 16:14
English to Portuguese
+ ...
TOPIC STARTER
Novo tipo de anónimos – pactuamos e deixamos a praga alargar, ou não? -2 May 2, 2005

Tomás Rosa Bueno wrote:

Só mais um bocadinho de paciência e já encontraremos uma solução.

Tomás


Como nada foi feito até ao momento, deduz-se que a resposta seja: SIM, pactuamos.

Lamentável.

António Ribeiro
Austrália


Direct link Reply with quote
 


To report site rules violations or get help, contact a site moderator:


You can also contact site staff by submitting a support request »

Novo tipo de anónimos – pactuamos e deixamos a praga alargar, ou não?

Advanced search






Anycount & Translation Office 3000
Translation Office 3000

Translation Office 3000 is an advanced accounting tool for freelance translators and small agencies. TO3000 easily and seamlessly integrates with the business life of professional freelance translators.

More info »
Protemos translation business management system
Create your account in minutes, and start working! 3-month trial for agencies, and free for freelancers!

The system lets you keep client/vendor database, with contacts and rates, manage projects and assign jobs to vendors, issue invoices, track payments, store and manage project files, generate business reports on turnover profit per client/manager etc.

More info »



All of ProZ.com
  • All of ProZ.com
  • Term search
  • Jobs