Off topic: O Galego-Português
Thread poster: Maria Luisa Duarte

Maria Luisa Duarte  Identity Verified
Spain
Local time: 13:47
English to Portuguese
+ ...
Sep 13, 2003

Bom dia colegas de lingua Portuguesa e Galega. Hoje passo a apresentar alguma informação sobre estes idiomas, que achei bastante interessante e gostaria compartir com todos.
Um abraço e bom fim-de-semana.
MLD

No s√©culo XI, com o in√≠cio da reconquista crist√£ da Pen√≠nsula Ib√©rica, o galego-portugu√™s consolida-se como l√≠ngua falada e escrita da Lusit√Ęnia. Os √°rabes s√£o expulsos para o sul da pen√≠nsula, onde surgem os dialetos mo√ß√°rabes, a partir do contato do √°rabe com o latim. Em galego-portugu√™s s√£o escritos os primeiros documentos oficiais e textos liter√°rios n√£o latinos da regi√£o, como os cancioneiros (colet√Ęneas de poemas medievais) da Ajuda, da Vaticana e Colocci-Brancutti, que fazem parte do acervo da Biblioteca Nacional de Lisboa.

À medida em que os cristãos avançam para o sul, os dialetos do norte interagem com os dialetos moçárabes do sul, começando o processo de diferenciação do português em relação ao galego-português. A separação entre o galego e o português se iniciará com a independência de Portugal (1185) e se consolidará com a expulsão dos mouros em 1249 e com a derrota em 1385 dos castelhanos que tentaram anexar o país. No século XIV surge a prosa literária em português, com a Crónica Geral de Espanha (1344) e o Livro de Linhagens, de dom Pedro, conde de Barcelona.

Muitos linguistas e intelectuais defendem a unidade lingu√≠stica do galego-portugu√™s at√© a atualidade. Segundo esse ponto de vista, o galego e o portugu√™s modernos seriam parte de um mesmo sistema lingu√≠stico, com diferentes normas escritas (situa√ß√£o similar √† existente entre o Brasil e Portugal, ou entre os Estados Unidos e a Inglaterra, onde algumas palavras t√™m ortografias distintas). A posi√ß√£o oficial na Galiza, entretanto, √© considerar o portugu√™s e o galego como l√≠nguas aut√īnomas, embora compartilhando algumas caracter√≠sticas. Outras informa√ß√Ķes sobre o galego moderno podem ser obtidas no Instituto de L√≠ngua Galega da Universidade de Santiago de Compostela, organismo partid√°rio de uma ortografia galega bastante influenciada pelo castelhano, ou em uma p√°gina sobre o reintegracionismo, movimento que defende a ado√ß√£o de uma ortografia pr√≥xima do galego-portugu√™s antigo e do portugu√™s moderno.

Manuel MURGUIA, 1833-1923
"O primeiro, o nosso idioma (...); o formoso, o nobre idioma que do outro lado desse rio √© l√≠ngua oficial que serve a mais de vinte milh√Ķes de homens e tem uma literatura representada pelo nome glorioso de Cam√Ķes e Vieira, de Garrett e de Herculano; o galego, em fim, que √© o que nos d√° direito √° inteira possess√£o da terra em que todos fomos nados (...). Podemos dizer com verdade que nunca, nunca, nunca pagaremos aos nossos irm√£os de Portugal todo que hajam feito do nosso galego um idioma oficial. Mais afortunado que o proven√ßal --encerrado na sua comarca pr√≥pria-- n√£o morrer√°."

Francisco TETTAMANCY, 1854-1921
"O seu idioma (dos portugueses) é o nosso, e tais são as afinidades que em nada diverge do galego, pela sua estrutura, pela sua fonética, pela sua fraseologia, polas suas desinências, etc.; só que os portugueses o civilizaram."

Jo√°m-Vicente VIQUEIRA, 1886-1924
"O galego, não sendo uma língua irmã do Português senão uma forma do português (como o andaluz do castelhano), tem-se que escrever pois como português. Viver no seu seio é viver no mundo; é viver sendo nós mesmos!"
"Insisto muito nisto da ortografia, porque ela terá, unida á purificação da língua, uma virtude mágica: fará da nossa fala campesina, isolada, uma língua universal, de valor internacional e instrumento de cultura. Ademais, capacitará a todos os galegos para lerem o português, o que, diga-se o que se queira, hoje não podem fazer."

Vicente RISCO, 1884-1963
"O galego e o português são duas formas dialectais do mesmo idioma (...). Queiramos ou não, isto trava-nos fortemente, estreitamente com Portugal e coa civilização portuguesa."

Antom VILAR-PONTE, 1881-1936
"Galiza considera o português como o galego nacionalizado e modernizado."
"Enquanto viva o português, o galego não morrerá (...). Ou é que ainda ha quem pensa, possuindo alguma cultura, que o nosso idioma vernáculo e o idioma de Portugal não são um e o mesmo, com idêntica sintaxe e idêntico léxico, salvo pequenas diferenças de morfologia, ortográficas e prosódias (...)?
"A unificação do galego e o português é tão fácil, senão mais, que a realizada por flamengos e holandeses co seu idioma comum."

Afonso Daniel Rodríguez CASTELAO, 1886-1950
"Eu desejo que em Galiza se fale t√£o bem o galego como o castelhano, e o castelhano t√£o bem como o galego. Desejo, ademais, que o galego se confunda co portugu√™s, de modo que tiv√©ssemos assim dous idiomas extensos √© √ļteis."

Ramón OTERO PEDRAIO, 1886-1976
"Os melhores espíritos portugueses e galegos som cidadãos da integridade da Galiza antiga (...). A língua deve voltar a ser a mesma, para fortalecimento do ser transcendental da Céltiga ibérica."
"Galiza, tanto etnograficamente como geograficamente e desde o aspeito linguístico, é uma prolongação de Portugal; ou Portugal uma prolongação da Galiza, o mesmo dá."

recopilação feita por J.M.Montero-Santalha para a revista "O Ensino"


Direct link Reply with quote
 

Valeria Verona  Identity Verified
Argentina
Local time: 08:47
Member (2003)
English to Spanish
+ ...
Obrigado! Sep 13, 2003

Muito interessante mesmo, M.L!
Bom fim de semana para você também!
V.

[Edited at 2003-09-13 18:08]


Direct link Reply with quote
 

Ana Gomez Lopez  Identity Verified
Spain
Local time: 13:47
Spanish to Portuguese
+ ...
da mesma origem porém... Oct 2, 2003

no dia a dia √© que constatamos que a coisa √© bem diferente. nas cidades portuguesas na fronteira com galica pode parecer tudo o mesma pela influ√™ncia geogr√°fica, por√©m n√£o podemos dizer que uma pessoa de Lisboa por exemplo ou brasileira possa n√£o encontar dificuldades de comunica√ß√£o com algu√©m da Galiza. Sauda√ß√Ķes

Direct link Reply with quote
 
Betinho
English
Não é assim tão difícil... Nov 22, 2005

melplanas wrote:

no dia a dia √© que constatamos que a coisa √© bem diferente. nas cidades portuguesas na fronteira com galica pode parecer tudo o mesma pela influ√™ncia geogr√°fica, por√©m n√£o podemos dizer que uma pessoa de Lisboa por exemplo ou brasileira possa n√£o encontar dificuldades de comunica√ß√£o com algu√©m da Galiza. Sauda√ß√Ķes


N√£o concordo, a inteligibilidade (mutua ou n√£o) nem sempre √© uma vari√°vel objetiva, h√° muitos brasileiros que dizem n√£o perceber nada (mesmo nada) do(s) portugu√™s(es) da Rep√ļblica Portuguesa (seja de Lisboa, da Beira, do Alentejo, dos A√ßores, do Minho, etc...)... quer isso dizer que o portugu√™s europeu e o brasileiro s√£o l√≠nguas diferentes? S√£o?

O que quer dizer √© que o portugu√™s europeu (por x raz√Ķes) n√£o √© muito conhecido no Brasil como o portugu√™s-n√£o-galego n√£o √© muito conhecido na Galiza (nem o(s) portugu√™s(es) galego(s) em Portugal ou no Brasil). Apenas √© precisa uma m√≠nima experi√™ncia para fazer-se entender sem problema nenhum (em Braga, com certeza, e ali√°s tamb√©m em Lisboa, Mo√ßambique ou S√£o Paulo) j√° que a l√≠ngua (independentemente dum fonema l√° ou c√°, duma issoglossa nortenha ou outra) √© a mesma desde qualquer ponto de vista, l√©xica, gram√°tica, sint√°ctica, etc,...

Claro que h√° galeguismos, c√° temos b√°goas para chamar √†s l√°grimas, os rel√Ęmpagos s√£o l√īstregos, e

Na realidade, a problem√°tica do galego √© um assunto bastante ruim e de f√°cil resolu√ß√£o sempre que existir vontade pol√≠tica (que n√£o existe, infelizmente). √Č bom lembrar que a l√≠ngua (portuguesa ou galega, √© o mesmo) leva banida na Galiza desde h√° muitos s√©culos e sob um processo castelhanizador impar√°vel a curto e meio prazo. Ainda assim, resiste com relativa boa sa√ļde e a vers√£o internacional de l√≠ngua est√° a crescer em n√ļmero de utentes mole a mole (devagarinho).... Galegos entendem (e falam) portugu√™s, s√≥ precisamos duma oportunidade para demonstrar pra todos voc√™s!

Esta mensagem foi escrita em português galego, nunca tive aulas de português assim que terei algumas gralhas e erros, mas acho que ainda bem para alguém que não recebeu ensino de português, não é?

Sauda√ß√Ķes


Direct link Reply with quote
 


To report site rules violations or get help, contact a site moderator:


You can also contact site staff by submitting a support request »

O Galego-Português

Advanced search






Wordfast Pro
Translation Memory Software for Any Platform

Exclusive discount for ProZ.com users! Save over 13% when purchasing Wordfast Pro through ProZ.com. Wordfast is the world's #1 provider of platform-independent Translation Memory software. Consistently ranked the most user-friendly and highest value

More info »
WordFinder
The words you want Anywhere, Anytime

WordFinder is the market's fastest and easiest way of finding the right word, term, translation or synonym in one or more dictionaries. In our assortment you can choose among more than 120 dictionaries in 15 languages from leading publishers.

More info »



Forums
  • All of ProZ.com
  • Term search
  • Jobs
  • Forums
  • Multiple search