Off topic: O Galego-Português
Thread poster: Maria Luisa Duarte

Maria Luisa Duarte  Identity Verified
Spain
Local time: 03:30
English to Portuguese
+ ...
Sep 13, 2003

Bom dia colegas de lingua Portuguesa e Galega. Hoje passo a apresentar alguma informação sobre estes idiomas, que achei bastante interessante e gostaria compartir com todos.
Um abraço e bom fim-de-semana.
MLD

No s√©culo XI, com o in√≠cio da reconquista crist√£ da Pen√≠nsula Ib√©rica, o galego-portugu√™s consolida-se como l√≠ngua falada e escrita da Lusit√Ęnia. Os √°rabes s√£o expulsos para o sul da pen√≠nsula, onde surgem os dialetos mo√ß√°rabes, a partir do contato do √°rabe com o latim. Em galego-portugu√™s s√£o escritos os primeiros documentos oficiais e textos liter√°rios n√£o latinos da regi√£o, como os cancioneiros (colet√Ęneas de poemas medievais) da Ajuda, da Vaticana e Colocci-Brancutti, que fazem parte do acervo da Biblioteca Nacional de Lisboa.

À medida em que os cristãos avançam para o sul, os dialetos do norte interagem com os dialetos moçárabes do sul, começando o processo de diferenciação do português em relação ao galego-português. A separação entre o galego e o português se iniciará com a independência de Portugal (1185) e se consolidará com a expulsão dos mouros em 1249 e com a derrota em 1385 dos castelhanos que tentaram anexar o país. No século XIV surge a prosa literária em português, com a Crónica Geral de Espanha (1344) e o Livro de Linhagens, de dom Pedro, conde de Barcelona.

Muitos linguistas e intelectuais defendem a unidade lingu√≠stica do galego-portugu√™s at√© a atualidade. Segundo esse ponto de vista, o galego e o portugu√™s modernos seriam parte de um mesmo sistema lingu√≠stico, com diferentes normas escritas (situa√ß√£o similar √† existente entre o Brasil e Portugal, ou entre os Estados Unidos e a Inglaterra, onde algumas palavras t√™m ortografias distintas). A posi√ß√£o oficial na Galiza, entretanto, √© considerar o portugu√™s e o galego como l√≠nguas aut√īnomas, embora compartilhando algumas caracter√≠sticas. Outras informa√ß√Ķes sobre o galego moderno podem ser obtidas no Instituto de L√≠ngua Galega da Universidade de Santiago de Compostela, organismo partid√°rio de uma ortografia galega bastante influenciada pelo castelhano, ou em uma p√°gina sobre o reintegracionismo, movimento que defende a ado√ß√£o de uma ortografia pr√≥xima do galego-portugu√™s antigo e do portugu√™s moderno.

Manuel MURGUIA, 1833-1923
"O primeiro, o nosso idioma (...); o formoso, o nobre idioma que do outro lado desse rio √© l√≠ngua oficial que serve a mais de vinte milh√Ķes de homens e tem uma literatura representada pelo nome glorioso de Cam√Ķes e Vieira, de Garrett e de Herculano; o galego, em fim, que √© o que nos d√° direito √° inteira possess√£o da terra em que todos fomos nados (...). Podemos dizer com verdade que nunca, nunca, nunca pagaremos aos nossos irm√£os de Portugal todo que hajam feito do nosso galego um idioma oficial. Mais afortunado que o proven√ßal --encerrado na sua comarca pr√≥pria-- n√£o morrer√°."

Francisco TETTAMANCY, 1854-1921
"O seu idioma (dos portugueses) é o nosso, e tais são as afinidades que em nada diverge do galego, pela sua estrutura, pela sua fonética, pela sua fraseologia, polas suas desinências, etc.; só que os portugueses o civilizaram."

Jo√°m-Vicente VIQUEIRA, 1886-1924
"O galego, não sendo uma língua irmã do Português senão uma forma do português (como o andaluz do castelhano), tem-se que escrever pois como português. Viver no seu seio é viver no mundo; é viver sendo nós mesmos!"
"Insisto muito nisto da ortografia, porque ela terá, unida á purificação da língua, uma virtude mágica: fará da nossa fala campesina, isolada, uma língua universal, de valor internacional e instrumento de cultura. Ademais, capacitará a todos os galegos para lerem o português, o que, diga-se o que se queira, hoje não podem fazer."

Vicente RISCO, 1884-1963
"O galego e o português são duas formas dialectais do mesmo idioma (...). Queiramos ou não, isto trava-nos fortemente, estreitamente com Portugal e coa civilização portuguesa."

Antom VILAR-PONTE, 1881-1936
"Galiza considera o português como o galego nacionalizado e modernizado."
"Enquanto viva o português, o galego não morrerá (...). Ou é que ainda ha quem pensa, possuindo alguma cultura, que o nosso idioma vernáculo e o idioma de Portugal não são um e o mesmo, com idêntica sintaxe e idêntico léxico, salvo pequenas diferenças de morfologia, ortográficas e prosódias (...)?
"A unificação do galego e o português é tão fácil, senão mais, que a realizada por flamengos e holandeses co seu idioma comum."

Afonso Daniel Rodríguez CASTELAO, 1886-1950
"Eu desejo que em Galiza se fale t√£o bem o galego como o castelhano, e o castelhano t√£o bem como o galego. Desejo, ademais, que o galego se confunda co portugu√™s, de modo que tiv√©ssemos assim dous idiomas extensos √© √ļteis."

Ramón OTERO PEDRAIO, 1886-1976
"Os melhores espíritos portugueses e galegos som cidadãos da integridade da Galiza antiga (...). A língua deve voltar a ser a mesma, para fortalecimento do ser transcendental da Céltiga ibérica."
"Galiza, tanto etnograficamente como geograficamente e desde o aspeito linguístico, é uma prolongação de Portugal; ou Portugal uma prolongação da Galiza, o mesmo dá."

recopilação feita por J.M.Montero-Santalha para a revista "O Ensino"


Direct link Reply with quote
 

Valeria Verona  Identity Verified
Argentina
Local time: 23:30
Member (2003)
English to Spanish
+ ...
Obrigado! Sep 13, 2003

Muito interessante mesmo, M.L!
Bom fim de semana para você também!
V.

[Edited at 2003-09-13 18:08]


Direct link Reply with quote
 

Ana Gomez Lopez  Identity Verified
Spain
Local time: 03:30
Spanish to Portuguese
+ ...
da mesma origem porém... Oct 2, 2003

no dia a dia √© que constatamos que a coisa √© bem diferente. nas cidades portuguesas na fronteira com galica pode parecer tudo o mesma pela influ√™ncia geogr√°fica, por√©m n√£o podemos dizer que uma pessoa de Lisboa por exemplo ou brasileira possa n√£o encontar dificuldades de comunica√ß√£o com algu√©m da Galiza. Sauda√ß√Ķes

Direct link Reply with quote
 
Betinho
English
Não é assim tão difícil... Nov 22, 2005

melplanas wrote:

no dia a dia √© que constatamos que a coisa √© bem diferente. nas cidades portuguesas na fronteira com galica pode parecer tudo o mesma pela influ√™ncia geogr√°fica, por√©m n√£o podemos dizer que uma pessoa de Lisboa por exemplo ou brasileira possa n√£o encontar dificuldades de comunica√ß√£o com algu√©m da Galiza. Sauda√ß√Ķes


N√£o concordo, a inteligibilidade (mutua ou n√£o) nem sempre √© uma vari√°vel objetiva, h√° muitos brasileiros que dizem n√£o perceber nada (mesmo nada) do(s) portugu√™s(es) da Rep√ļblica Portuguesa (seja de Lisboa, da Beira, do Alentejo, dos A√ßores, do Minho, etc...)... quer isso dizer que o portugu√™s europeu e o brasileiro s√£o l√≠nguas diferentes? S√£o?

O que quer dizer √© que o portugu√™s europeu (por x raz√Ķes) n√£o √© muito conhecido no Brasil como o portugu√™s-n√£o-galego n√£o √© muito conhecido na Galiza (nem o(s) portugu√™s(es) galego(s) em Portugal ou no Brasil). Apenas √© precisa uma m√≠nima experi√™ncia para fazer-se entender sem problema nenhum (em Braga, com certeza, e ali√°s tamb√©m em Lisboa, Mo√ßambique ou S√£o Paulo) j√° que a l√≠ngua (independentemente dum fonema l√° ou c√°, duma issoglossa nortenha ou outra) √© a mesma desde qualquer ponto de vista, l√©xica, gram√°tica, sint√°ctica, etc,...

Claro que h√° galeguismos, c√° temos b√°goas para chamar √†s l√°grimas, os rel√Ęmpagos s√£o l√īstregos, e

Na realidade, a problem√°tica do galego √© um assunto bastante ruim e de f√°cil resolu√ß√£o sempre que existir vontade pol√≠tica (que n√£o existe, infelizmente). √Č bom lembrar que a l√≠ngua (portuguesa ou galega, √© o mesmo) leva banida na Galiza desde h√° muitos s√©culos e sob um processo castelhanizador impar√°vel a curto e meio prazo. Ainda assim, resiste com relativa boa sa√ļde e a vers√£o internacional de l√≠ngua est√° a crescer em n√ļmero de utentes mole a mole (devagarinho).... Galegos entendem (e falam) portugu√™s, s√≥ precisamos duma oportunidade para demonstrar pra todos voc√™s!

Esta mensagem foi escrita em português galego, nunca tive aulas de português assim que terei algumas gralhas e erros, mas acho que ainda bem para alguém que não recebeu ensino de português, não é?

Sauda√ß√Ķes


Direct link Reply with quote
 


To report site rules violations or get help, contact a site moderator:


You can also contact site staff by submitting a support request »

O Galego-Português

Advanced search






PerfectIt consistency checker
Faster Checking, Greater Accuracy

PerfectIt helps deliver error-free documents. It improves consistency, ensures quality and helps to enforce style guides. It’s a powerful tool for pro users, and comes with the assurance of a 30-day money back guarantee.

More info »
CafeTran Espresso
You've never met a CAT tool this clever!

Translate faster & easier, using a sophisticated CAT tool built by a translator / developer. Accept jobs from clients who use SDL Trados, MemoQ, Wordfast & major CAT tools. Download and start using CafeTran Espresso -- for free

More info »



Forums
  • All of ProZ.com
  • Term search
  • Jobs
  • Forums
  • Multiple search