Práticas pouco éticas
Thread poster: Sandra Baptista

Sandra Baptista  Identity Verified
Portugal
Local time: 07:18
Member (2005)
English to Portuguese
+ ...
Nov 28, 2010

Aconteceu-me há umas semanas atrás, mas em conversa com outra colega parece que esta está a tornar-se uma prática mais frequente em tempos de crise, onde para muitos os clientes não abundam.
Estou a falar do seguinte: o revisor da tradução diz ao cliente que a tradução estava cheia de erros e que teve de fazer muitas correcções. Às vezes isto acontece, mas no meu caso limitou-se a fazer alterações para sinónimos... Tive a sorte da empresa me perguntar o que eu achava e me ter enviado a tradução revista. Mas nem sempre isto acontece e é a nossa reputação que fica em causa e talvez um cliente perdido.

São comportamentos pouco profissionais, não éticos e mesquinhos.


Direct link Reply with quote
 

Teresa Borges
Portugal
Local time: 07:18
Member (2007)
English to Portuguese
+ ...
Aconteceu-me o mesmo... Nov 28, 2010

... há pouco tempo com uma revisão feita pelo próprio cliente, que, aparentemente, preferia ter confiado a tradução a um amigo e não à empresa seleccionada pela empresa-mãe...

Direct link Reply with quote
 

Teresa Borges
Portugal
Local time: 07:18
Member (2007)
English to Portuguese
+ ...
Para desanuviar... Nov 28, 2010

Uma das melhores que me aconteceram no que diz respeito a revisões e por isso mesmo facto inesquecível apesar de ter sido há uns bons vinte/trinta anos: traduzi um texto muito publicitário que terminava com a frase - Não hesite em contactar a (nome da empresa). O revisor (???) mandou-me de volta o texto com a seguinte alteração - Não exite em contactar a (nome da empresa)!!!!!

Direct link Reply with quote
 

José Henrique Lamensdorf  Identity Verified
Brazil
Local time: 03:18
English to Portuguese
+ ...
Velha piada Nov 28, 2010

Teresa Borges wrote:
Não hesite em contactar a (nome da empresa). O revisor (???) mandou-me de volta o texto com a seguinte alteração - Não exite em contactar a (nome da empresa)!!!!!


Isto deve ter sido extraído de uma velha piada da aviação. No Brasil diziam que o avião era da TAP, provavelmente em Portugal diziam que era da Varig.

Antes de decolar, o comissário avisa:
Esta é uma aeronave de fabricação americana, então os avisos estão em inglês.
Onde está escrito PUSH, não puxe, empurre!
Onde está escrito PULL, não pule, puxe!
E onde está escrito EXIT, não hesite, pule!


Direct link Reply with quote
 

oxygen4u
Portugal
Local time: 07:18
English to Portuguese
+ ...
Não, mas... Nov 28, 2010

Não me aconteceu exactamente o mesmo, mas houve um cliente de uma das empresas com que trabalho que fez questão de dizer como queria determinado vocabulário técnico traduzido. Até aqui tudo bem, até porque era vocabulário muito expecífico, mas depois queria um desconto por cada vez que as ditas palavras aparecessem no texto!!!

Direct link Reply with quote
 

imatahan  Identity Verified
Brazil
Local time: 03:18
English to Portuguese
+ ...
Comigo já aconteceu algumas vezes!!! Nov 28, 2010

Uma das vezes, tive um(a) tradutor(a) de Portugal que se pôs a corrigir meu texto e dizer que estava errado (o cliente pedia português brasileiro) porque, obviamente, não escrevo e nem traduzo da forma lusa!

A segunda vez, aconteceu o mesmo, mas aí foi mais grave, porque o cliente fazia aqueles cálculos de deduções de erros, eu tirei nota 9,3 e a mínima era 9,5... A empresa não me deu retorno, simplesmente siclenciou e resolvi escrever para saber o que havia acontecido. A pessoa me escreveu de volta, dizendo que não estava mais na empresa, mas que a pessoa atualmente responsável me daria retorno. Era um bom trabalho, com vínculo permanente com a empresa. Eles me deram retorno, mas queriam que eu exercesse uma função de coordenação que não me interessou. Até pela falta de educação de me comunicar e consultar a respeito do teste.

A terceira vez , também foi péssima. Eu já fazia trabalho para a empresa há algum tempo e a criatura de Jesusssssss teve a coragem de me acusar de usar máquina, em um trabalho grande, com um texto quase ilegível, num PDF horroroso, na área de neurocirurgia e que me levou 12 dias pra completar!!! Fiquei muito revoltada! Obviamente, também perdi o cliente.

Tenho bastante cuidado quando faço minhas observações de proofreading para não prejudicar o colega que traduziu, não lhe faltar com a ética. E gostaria muito que as pessoas agissem da mesma forma comigo.

[Edited at 2010-11-28 19:51 GMT]


Direct link Reply with quote
 

Vincenzo Di Maso  Identity Verified
Portugal
Local time: 07:18
Member (2009)
English to Italian
+ ...
comportamento dos revisores Nov 28, 2010

Eu acho que os revisores fazem isso com mà fé. Nesta altura alguns amigos queixaram-se do comportamento dos revisores.
A ùltima vez que falei com um amigo/colega ele mostrou-me as correcçoes que o revisor lhe fez. Este amigo è tambèm um jurista e tem muuuuita experiencia!
O revisor contestou-lhe 15 erros e o màximo possivel era 13. Isto porque com mais de 13 erros a traduçao seria "falhada".
Foi engraçado ver que TODAS as correcçoes eram pelo menos inadequatas. E pelo menos 7 destas correcçoes eram ERROS gravissimos do revisor que mudavam o significado da traduçao. O meu amigo disse isto a agencia e mostrou todos os links possiveis e as referencias legais. O revisor ainda negou a evidencia. Enfim, a agencia nao tomou nenhuma posiçao e o meu amigo disse "voce pode aceitar o que o revisor disse, mas quando o vosso cliente encontrar problemas e se queixar, nao quero que o meu nome seja associado à traduçao entregue".
Mas eu acho que estes revisores vigaristas no final de contas vao pagar pelas atitudes incorretas e pelo prejuizo causado aos tradutores que verdadeiramente tem conhecimento e trabalham com seriedade e professionalismo.


Direct link Reply with quote
 

Salvador Scofano and Gry Midttun
Norway
Local time: 08:18
Member (2006)
English to Portuguese
+ ...
Infelizmente isso ocorre freqüentemente Nov 29, 2010

Eu entendo o ponto de vista do cliente: querer garantir a qualidade. Porém aí surge uma questão importante: quem garante que o revisor vai realizar uma revisão correta?

É um erro pensar que ao passar o texto traduzido para um outro tradutor, ele vai realizar necessariamente uma revisão correta. Às vezes a revisão pode gerar até um texto pior com mistura de estilos, e muitos sinônimos que são introduzidos somente para mostrar a "capacidade" do revisor. Muitas vezes esses sinônimos são piores do que o texto original.

Existem muitas maneiras de dizer a mesma coisa (felizmente). Além disso, existe o componente regional, que se manifesta mesmo dentro de uma mesma província, ou estado. Um revisor deve estar atento a isso e respeitar o estilo do tradutor. Se não respeita isso, deve faltar-lhe ética, visão ou competência para realizar esse trabalho.

O cliente deveria mostrar a revisão ao tradutor inicial e deixá-lo comentar. Só que aí podem surgir (e surgem) conflitos. E quem decide isso? Quem paga pelo tempo gasto e o stress de ver sua tradução massacrada? O cliente provavelmente não tem competência (até porque contratou um revisor). O mais absurdo é que a solução para o conflito seria chamar um outro revisor para revisar a revisão.

Quando isso acontece comigo, eu já tenho uma boa indicação do tipo de cliente com que estou a trabalhar. Muitas vezes esse tipo de cliente não vale a pena, porque no final não somos pagos pelo stress e pelo tempo gasto nesse processo de aceitação das revisões. Mesmo num mercado muito competitivo e saturado, às vezes vale a pena dizer não para alguns tipos de cliente.

Com relação a revisores aéticos, mesquinhos ou ignorantes, um dia seus trabalhos vão ser revistos por revisores como eles e provavelmente não vão gostar disso.


Direct link Reply with quote
 

Ivana de Sousa Santos  Identity Verified
Portugal
Local time: 07:18
French to Portuguese
+ ...
O reverso da medalha Nov 29, 2010

Há tradutores realmente maus.

Este Verão fiz a revisão de uma tradução de cerca de 50.000 palavras e foi a pior tradução que alguma vez li.

O meu método de revisão é: mudar apenas o que está mal. Trocar palavras por sinónimos, arranjar outra forma de dizer a mesma coisa ou impor o meu estilo para mim é perder tempo.

Foi o que disse inicialmente ao cliente quando enviei o primeiro texto mais vermelho do que preto com as correcções.

O cliente continuou a dar a tradução a essa tradutora e não a outra e a mandar-me os textos a rever. Acabou por ser uma perda de tempo na mesma porque a tradução era realmente má. O último texto até com erros ortográficos vinha (e não foi por falta de tempo, foi um projecto de 2 meses). Esse texto mandei para trás e pedi ao cliente que dissesse à tradutora que fizesse um trabalho profissional, pois além de mal escrito vinha cheio de erros ortográficos. 40.000 palavras depois de eu só ter falado mal da tradução, era de esperar que a tradutora melhorasse a qualidade, mas não.

Por isso, às vezes não é falta de ética da parte do revisor em dizer que a tradução é má, há também maus profissionais como em todos os ramos.

No entanto, já me aconteceu corrigirem traduções minhas por sinónimos. Da última vez recebi um texto assim vermelhinho com correcções como "efectuar" --> "realizar", "aumentou" --> "subiu"... A cliente perguntou-me o que eu achava e eu respondi que podia usar tanto a minha versão como a do revisor que estava igualmente boa apesar de apenas substituir as palavras por outras de igual significado.

Para mim é perder tempo, mas por vezes parece-me que o revisor quer também justificar trabalho. Eu então se puder receber X por uma revisão sem ter mudado nada porque a tradução está realmente boa, e por vezes apesar de não ter o mesmo estilo que eu uso, tanto melhor... Mais tempo sobra para fazer outras traduções/revisões.


Direct link Reply with quote
 

Sandra Baptista  Identity Verified
Portugal
Local time: 07:18
Member (2005)
English to Portuguese
+ ...
TOPIC STARTER
... Nov 29, 2010

@Ivana

É claro que o meu comentário só se refere aos casos em que a tradução é boa mas o revisor decide fazer alterações meramente de estilo, ou para mostrar trabalho, ou para querer fazer parecer que a tradução é má e passar para o cliente uma imagem diferente e destruir a reputação de um tradutor. Daí a falta de ética.

Obviamente que há traduções muito más, mas aí as correcções são justificadas.

Eu nunca faço correcções de estilo nem comentários sobre a tradução, a não ser que isso seja solicitado pelo cliente ou que se trate de algo tão mau que tenho mesmo de dizer alguma coisa. Já me aconteceu também ter revisto um trabalho destes e ter enviado o ficheiro ao cliente quase todo a vermelho e lhe ter dito que não pretendia mais rever traduções dessa pessoa, porque me dava mais trabalho rever uma tradução assim do que a fazer. Algumas semanas depois voltei a receber outro ficheiro igual... Só vejo uma razão para as agências insistirem em trabalhar com tradutores maus: os preços praticados. E depois confiam nos revisores para "arranjar" o trabalho.

[Edited at 2010-11-29 11:07 GMT]

[Edited at 2010-11-29 11:17 GMT]


Direct link Reply with quote
 

Mariana Moreira
Portugal
Local time: 07:18
Member (2004)
English to Portuguese
+ ...
O meu ponto de vista Nov 29, 2010

Em primeiro lugar e quanto aceitar revisões, hoje em dia só aceito se o cliente habitualmente também me entregar trabalhos de tradução. Essa é uma forma de evitar uma prática que fui constatando ao longo dos anos e que era: o cliente entrega a tradução a um tradutor "barato" e depois manda o texto para revisão. Moral da história, muitas vezes perdia mais tempo com a revisão do que se fizesse a tradução do zero.

A outra questão relativamente à revisão: talvez pelo facto de ter dado aulas de tradução na Universidade, a minha postura é exactamente como a da Ivana - aproveitar ao máximo o trabalho do tradutor e apenas alterar o que manifestamente não está bem.

Um bom dia de trabalho para todos


Direct link Reply with quote
 

Ivana de Sousa Santos  Identity Verified
Portugal
Local time: 07:18
French to Portuguese
+ ...
E por falar em revisões Dec 2, 2010

Hoje aconteceu-me uma do género.

Uma cliente para quem nem faço muitas traduções vem hoje com um texto que traduzi em Fevereiro e diz-me:

"Can you please check his markings in yellow in attached doc?
Se also comment:
“Here is the Portuguese version. I get the feeling that these translations are being done with Google translate because they require a lot of clean up.”

Pensei logo: o que vai sair daqui???

Pois bem.
- Scanner passou a "leitor" e depois a "escaner"
- Ecrã LCD passou a "tela LCD"
- Prima o botão passou a "Oprima o botão"
- Mais abaixo "Premir e manter premido" passou a "tap e manter premido"
- Ecrã total passou a "tela completa"

E foi esta a minha tradução de 1500 palavras no google.

Devem imaginar como me senti.


Direct link Reply with quote
 

Sandrinha  Identity Verified

Local time: 07:18
French to Portuguese
+ ...
por falar de falta de ética e o que pensar Dec 10, 2010

Acabei de ler todos os comentários aqui recolhidos e confesso que também me tem acontecido situações semelhantes, por isso não sei se me devo sentir aliviada por não ser a única a passar por isso ou revoltada por isso acontecer.

Uma das histórias mais 'maravilhosas' que me aconteceu foi uma agência de tradução com a qual trabalhava há dois anos ter cortado qualquer tipo de comunicação (email, telefone, correio normal...) aquando o pagamento da última tradução entregue. Primeiro estranhei mas continuei a ligar para a agência até conseguir falar com a responsável do projecto e essa pessoa me dizer que estava muito 'insatisfeita' com a qualidade do meu trabalho. Nunca tinha tido um só comentário negativo por parte desse cliente, por isso pedi para que me explicassem o que estava mal e se tinham feito alguma correcção/revisão da minha tradução antes de a enviar ao cliente final e se me podiam facultar uma cópia. Esperei mais 1 mês para receber a tal cópia (além dos 4 meses de espera de pagamento). Havia realmente bastante alterações mas mais por uma questão de estilo e de normas diferentes da língua francesa. Enfim, resolvi não me chatear com a cliente e frisar mais uma vez que não conheço nada de legislação luxemburguesa e que eles sabem perfeitamente que trabalho única e exclusivamente com a norma de França. Propus um desconto no preço da tradução previamente acordado, o qual foi em seguida aceite e recebi o pagamento nos 10 dias seguintes. Mas qual o meu espanto quando essa agência me contacta de novo para reler um trabalho de 35000 palavras em 2 dias a 0,02 € / palavra (e repetições não pagas) e que tinha sido feito por computador. Desde então, recuso-me a trabalhar com essa agência.

A outra historinha engraçada aconteceu depois de uma colaboração feita com um colega tradutor (que aliás está registado no Proz.com). Comecei por traduzir uns contratos para ele e que ele depois iria entregar ao cliente dele, juntamente com as traduções feitas por ele. As primeiras traduções correram muito bem, o cliente pagou e ele depois pagou-me a minha parte. Depois começaram a aparecer mais e mais traduções, a fazer num tempo record e com grande volume. Lá traduzi, ele entregou e... nada de pagamento. Depois de algum tempo silencioso, o cliente começou a queixar-se da qualidade (das minhas traduções somente) e pedi (pedimos) para ver os textos 'corrigidos'. O que acontece é que se trata de contratos redigidos em Portugal para um cliente final na Bélgica que alega que a tradução está cheio de erros por citar leis portugueses que simplesmente não se aplicam à Bélgica (pois não existem). Tentamos explicar que fiz um trabalho de tradução e não de adaptação (e eles sabem) pois esse foi o serviço para o qual me contrataram mas o cliente português não paga enquanto o cliente belga não paga. Esta situação arrasta-se e confesso que não sei o que fazer ou pensar. Confio no meu colega até prova do contrário mas estou a ficar numa posição delicada, estamos a falar de um orçamento algo consistente, de trabalho e tempo talvez desperdiçado.

Agora pergunto eu: o que fazer nessas situações? Nos 2 casos, trata-se de membros deste site. Será que coloco uma observação negativa no perfil deles? No 2º caso, será que trato de contactar directamente o cliente do meu colega para chegar a um acordo? Como podem ver, falta de ética não há e confiança então....


Direct link Reply with quote
 


To report site rules violations or get help, contact a site moderator:


You can also contact site staff by submitting a support request »

Práticas pouco éticas

Advanced search






CafeTran Espresso
You've never met a CAT tool this clever!

Translate faster & easier, using a sophisticated CAT tool built by a translator / developer. Accept jobs from clients who use SDL Trados, MemoQ, Wordfast & major CAT tools. Download and start using CafeTran Espresso -- for free

More info »
PerfectIt consistency checker
Faster Checking, Greater Accuracy

PerfectIt helps deliver error-free documents. It improves consistency, ensures quality and helps to enforce style guides. It’s a powerful tool for pro users, and comes with the assurance of a 30-day money back guarantee.

More info »



Forums
  • All of ProZ.com
  • Term search
  • Jobs
  • Forums
  • Multiple search