Pages in topic:   [1 2 3] >
Respostas no Kudoz
Thread poster: Carla Guerreiro

Carla Guerreiro  Identity Verified
France
Local time: 22:22
French to Portuguese
+ ...
Sep 12, 2015

Caros colegas,

Não costumo participar muito neste fórum, mas gostaria de vos lançar um apelo:
quando alguém vos faz uma pergunta de tradução, por favor, não respondam se não tiverem a certeza de que a vossa resposta está correcta e que o termo escolhido é o mais adequado.
Sinceramente, não vale a pena responderem sem terem a certeza, pois acabam por prestar um mau serviço aos vossos colegas, apesar da vossa intenção bem louvável de ajudar quem tem dificuldades na tradução de um determinado termo.

Obrigada.


Direct link
 

Tatiana Elizabeth  Identity Verified
Brazil
Local time: 18:22
Member (2014)
Portuguese to Spanish
+ ...
Opinião Particular Sep 12, 2015

Prezada Carla,

Gostei da sua posição, mas discordo em partes.
As vezes, a fato de um colega não ter certeza da resposta pode sem uma luz no fim do túnel e acabarmos buscando o termo correto.
Apenas uma opinião particular.
Grata.


Direct link
 

Carla Guerreiro  Identity Verified
France
Local time: 22:22
French to Portuguese
+ ...
TOPIC STARTER
Resposta Sep 12, 2015

Cara Tatiana,

Obrigada pela sua resposta.
No entanto, pela parte que me toca, prefiro não responder a uma pergunta Kudoz quando não tenho a certeza. Não se trata de falta de solidariedade, mas de querer dar uma resposta o mais exacta possível, para ajudar os colegas da melhor maneira possível.


Direct link
 

Teresa Borges
Portugal
Local time: 21:22
Member (2007)
English to Portuguese
+ ...
Ao contrário da Carla, Sep 12, 2015

tenho sido desde 2007 uma colaboradora assídua do Kudoz e tento sempre, no limite das minhas capacidades e disponibilidades, ajudar os seus utilizadores. No entanto, não sendo a tradução uma ciência exata, para que a ajuda seja realmente eficaz, é necessário que o consulente ao elaborar a pergunta seja o mais preciso possível indicando o assunto, o contexto, o texto em que se insere o termo desconhecido, a versão linguística desejada (Português do Brasil, da Europa…), etc. A ausência destes elementos constitui um obstáculo à potencial apresentação de uma solução…

Direct link
 

Carla Guerreiro  Identity Verified
France
Local time: 22:22
French to Portuguese
+ ...
TOPIC STARTER
Uma ressalva Sep 12, 2015

Boa noite Teresa,

Concordo inteiramente consigo, mas de vez em quando vejo colegas que fazem um pedido de ajuda relativo à tradução de um termo e indicam claramente a variante (Portugal ou Brasil), mas, apesar disso, há sempre uns distraídos que não lêem os pedidos de ajuda como deve ser e apresentam links onde não se utiliza a variante linguística pretendida.

Quanto ao contexto, nem sempre é possível apresentá-lo quando se faz um pedido de ajuda: é o caso, por exemplo, de documentos em formato Excel com listas de palavras para traduzir. Como é que se pode apresentar um contexto preciso?

[Editado em 2015-09-12 19:52 GMT]

[Editado em 2015-09-12 19:53 GMT]


Direct link
 

Teresa Borges
Portugal
Local time: 21:22
Member (2007)
English to Portuguese
+ ...
É sempre possível... Sep 12, 2015

Carla Guerreiro wrote:

Boa noite Teresa,

Concordo inteiramente consigo, mas de vez em quando vejo colegas que fazem um pedido de ajuda relativo à tradução de um termo e indicam claramente a variante (Portugal ou Brasil), mas, apesar disso, há sempre uns distraídos que não lêem os pedidos de ajuda como deve ser e apresentam links onde não se utiliza a variante linguística pretendida.

Quanto ao contexto, nem sempre é possível apresentá-lo quando se faz um pedido de ajuda: é o caso, por exemplo, de documentos em formato Excel com listas de palavras para traduzir. Como é que se pode apresentar um contexto preciso?

[Editado em 2015-09-12 19:52 GMT]

[Editado em 2015-09-12 19:53 GMT]


dar uma explicação, quanto mais não seja dizendo que, por motivos de confidencialidade ou de formatação ou de..., não se pode apresentar o texto mas que se trata de um manual sobre..., de um artigo sobre..., etc.

Quanto às variantes linguísticas, devo dizer que inúmeras vezes fui ajudada, direta ou indiretamente, pelos colegas brasileiros. Às vezes basta uma pequena fresta para se ver a luz...


Direct link
 

Danik 2014
Brazil
German to Portuguese
+ ...
É uma atuação coletiva Sep 12, 2015

Prezada Carla
Quando a gente posta uma pergunta no Kudoz é bom ter em mente que geralmente desencadeia uma atividade coletiva. São várias pessoas tentando responder e/ou avaliar uma questão. Em alguns casos há controvérsias, às vezes há mais de uma resposta certa, às vezes a resposta certa não vem do fórum, mas de algum outro lugar.
Erros podem ocorrer, mas não é a regra. Por isso, na minha opinião, o Asker deve sempre testar a resposta que lhe parece a mais adequada, principalmente no caso de opções discrepantes.
O que conta no fórum é a disposição positiva para ajudar os colegas e a gama diferenciada de conhecimento que aí se manifesta.
Eu mesma já recebi ajudas muito valiosas no fórum para as questões que postei.


Direct link
 

Ana Vozone  Identity Verified
Local time: 21:22
Member (2010)
English to Portuguese
+ ...
Há maneiras e maneiras Sep 13, 2015

de ajudar os colegas, e quantas vezes um "tiro ao lado" contém precisamente aquela pista que permite depois encontrar a boa solução.

Ontem quando vi a sua pergunta no Proz, ainda fui procurar nos meus "recursos" mas não encontrei nada minimamente útil.

Contudo, e porque isto é um fórum de opiniões, confesso que fiquei um pouco espantada com o tom da Carla na sua mensagem à Teresa que, como a Carla deve certamente saber, é uma colega com imensa experiência e conhecimentos, e um pilar do português europeu aqui no Proz. Para além de todo o contributo técnico que nos tem dado sempre, participa activamente noutros sectores do Proz.

Por isso, como colega, (e não me leve a mal), sugiro que quando precisar de uma resposta, mesmo wue urgente, tenha um pouco mais paciência com quem está sempre pronto a ajudar e a dar contributos válidos.

Em baixo, o copy/paste da sua "interpelação" à Teresa, e que foi objecto desta minha "entrada" na discussão.

Citando:
Então, Teresa?18:13 12 Sep

Queria mais contexto? Pois eu já lhe dei mais contexto. Afinal, pode ajudar-me ou não?

Fim de citação

Desejo-lhe um bom domingo.


Direct link
 

Carla Guerreiro  Identity Verified
France
Local time: 22:22
French to Portuguese
+ ...
TOPIC STARTER
Maneiras e maneiras II Sep 13, 2015

Pois sim, Ana, há maneiras e maneiras de dizer as coisas.

Mas também há maneiras e maneiras de ajudar: quando não tenho a certeza, não respondo. Não é por falta de solidariedade, mas por não querer deixar os colegas baralhados. E quando um colega me dá uma resposta sem ter a certeza, sinceramente isso não me ajuda e fico sem saber o que fazer.

Depois, a verdade é que há muita gente que dá respostas com o objectivo de obter pontos nos Kudoz (podem encontrar discussões sobre isso noutros fóruns do Proz), verdade seja dita - não, descansem, não estou a acusar a Teresa disso e sei muito bem que ela responde frequentemente - daí o meu apelo na minha mensagem inicial.

Quanto à minha frase no Kudoz, a verdade é esta: pediram-me contexto e eu dei. E fiquei irritada por não ter obtido resposta - sim, deveria ter tido a paciência de esperar, mas quando temos prazos apertados e não conseguimos encontrar uma tradução correcta nos dicionários, ficar à espera de uma resposta é um tanto ou quanto aflitivo - e peço desculpa à Teresa.

Sei muito bem que se deve apresentar um contexto - não sou uma novata, nem na minha actividade, nem no Proz - mas às vezes não é possível. A Ana, por exemplo, foi procurar nos seus recursos e não encontrou nada. Acontece. E, por isso, não me respondeu. E fez muito bem em não me responder.

Querem um exemplo de respostas dadas só por dar? Então vejam esta discussão e assim podem ver o que eu queria dizer:

http://www.proz.com/kudoz/french_to_portuguese/mechanics_mech_engineering/4237237-tringleuse.html

Nesta discussão, um colega faz uma pergunta e aparece um outro que deu uma resposta que não tem rigorosamente nada a ver. O colega que fez a pergunta teve a sorte de ter algumas respostas úteis, como a da Teresa Borges, mas uma das pessoas que respondeu deu uma resposta que não tem nada a ver. Mais valia não ter dito nada.

Fico por aqui e não vou continuar esta discussão. Tenham um óptimo domingo.

Ana Vozone wrote:

de ajudar os colegas, e quantas vezes um "tiro ao lado" contém precisamente aquela pista que permite depois encontrar a boa solução.

Ontem quando vi a sua pergunta no Proz, ainda fui procurar nos meus "recursos" mas não encontrei nada minimamente útil.

Contudo, e porque isto é um fórum de opiniões, confesso que fiquei um pouco espantada com o tom da Carla na sua mensagem à Teresa que, como a Carla deve certamente saber, é uma colega com imensa experiência e conhecimentos, e um pilar do português europeu aqui no Proz. Para além de todo o contributo técnico que nos tem dado sempre, participa activamente noutros sectores do Proz.

Por isso, como colega, (e não me leve a mal), sugiro que quando precisar de uma resposta, mesmo wue urgente, tenha um pouco mais paciência com quem está sempre pronto a ajudar e a dar contributos válidos.

Em baixo, o copy/paste da sua "interpelação" à Teresa, e que foi objecto desta minha "entrada" na discussão.

Citando:
Então, Teresa?18:13 12 Sep

Queria mais contexto? Pois eu já lhe dei mais contexto. Afinal, pode ajudar-me ou não?

Fim de citação

Desejo-lhe um bom domingo.


[Editado em 2015-09-13 13:00 GMT]

[Editado em 2015-09-13 13:23 GMT]


Direct link
 

expressisverbis
Portugal
Local time: 21:22
Member (2015)
English to Portuguese
+ ...
A Carla não quer continuar a "discussão", mas... Sep 13, 2015

Teresa Borges wrote:

Carla Guerreiro wrote:

Boa noite Teresa,

Concordo inteiramente consigo, mas de vez em quando vejo colegas que fazem um pedido de ajuda relativo à tradução de um termo e indicam claramente a variante (Portugal ou Brasil), mas, apesar disso, há sempre uns distraídos que não lêem os pedidos de ajuda como deve ser e apresentam links onde não se utiliza a variante linguística pretendida.

Quanto ao contexto, nem sempre é possível apresentá-lo quando se faz um pedido de ajuda: é o caso, por exemplo, de documentos em formato Excel com listas de palavras para traduzir. Como é que se pode apresentar um contexto preciso?

[Editado em 2015-09-12 19:52 GMT]

[Editado em 2015-09-12 19:53 GMT]


dar uma explicação, quanto mais não seja dizendo que, por motivos de confidencialidade ou de formatação ou de..., não se pode apresentar o texto mas que se trata de um manual sobre..., de um artigo sobre..., etc.

Quanto às variantes linguísticas, devo dizer que inúmeras vezes fui ajudada, direta ou indiretamente, pelos colegas brasileiros. Às vezes basta uma pequena fresta para se ver a luz...


Boa tarde Carla,

Para além de concordar com o que as colegas já disseram, julgo que devo manifestar igualmente a minha opinião e, talvez, apresentar-lhe algumas soluções (que lhe cabe seguir ou não) para não ficar "irritada" e insatisfeita com a ajuda gratuita que gentilmente os seus colegas neste fórum lhe oferecem.

Nesses casos, quando não lhe é possível apresentar mais contexto ou porque este é insuficiente por se encontrar numa lista com palavras soltas, que tal questionar o cliente apresentando-lhe directamente as suas dúvidas, antes de partir para a ajuda no Proz?

Este pode ser o plano A para tentar obter uma explicação dos seus clientes quanto a uma terminologia mais técnica e complexa. Quem melhor do que as fontes para nos ajudarem?
Quando os clientes, por muito que queiram ajudar, não são capazes de responder, é possível então pensar no plano B e tentar chegar a outros colegas (não técnicos na língua como nós, tradutores, mas especialistas do domínio do saber em questão).

Estas podem ser soluções que a Carla pode adoptar, de maneira a evitar qualquer tipo de desagrado ou insatisfação que possa sentir em relação a uma sugestão que, a seu ver, não seja a mais adequada aqui no fórum.

Quanto aos "distraídos" que a Carla refere, muitas vezes, são colegas que têm de dar mais atenção ao trabalho que estão a fazer, enquanto retiram parte do seu tempo para responder, ou colegas novos que não se apercebem do "modus operandi" do fórum, ou pura e simplesmente colegas (portugueses e brasileiros) que pretendem ajudar, entre outros motivos.

(Devo dizer-lhe que há bem poucos dias recebi uma resposta/proposta de tradução em inglês mesmo, no par de línguas en-pt e, não me descabelei só porque o colega me respondeu na sua língua materna). Acredito que toda a ajuda é sempre útil e bem-vinda. A tradução implica também saber "descodificar" a mensagem e não só verter de uma língua para a outra como sabemos.

No meu caso, por exemplo, como não me considero uma "sumidade" em tradução, nem tenho certezas absolutas (os meus conhecimentos estão em contínua evolução), quando me sinto insegura em relação à resposta de um termo, utilizo o espaço da discussão para apresentar uma possível proposta ou oferecer alguma pista ao consulente.
Respondo formalmente a perguntas nos domínios do saber nos quais adquiri experiência linguística e experiência técnica, dentro das minhas capacidades.

Além disto tudo, acredito que fóruns como o Proz nasceram mesmo para isto: partilhar, aprender, conhecer, trocar impressões, recompensar, ajudar, errar e acertar e saber respeitar.

Votos de um bom domingo para todas,

expressisverbis


[Edited at 2015-09-13 14:14 GMT]


Direct link
 

Carla Guerreiro  Identity Verified
France
Local time: 22:22
French to Portuguese
+ ...
TOPIC STARTER
Resposta à Teresa Sep 13, 2015

Cara Teresa,

Normalmente tento procurar as respostas por mim própria nos recursos que tenho à minha disposição e só recorro às perguntas do Kudoz quando não consigo encontrar mais nada. Os Kudoz são mesmo o último recurso quando não encontro mais nada.

Não é por arrogância, mas por achar que temos de ser nós a procurar uma solução e não pedir ajuda por tudo e por nada. Se não conseguimos encontrar, então a ajuda dos colegas é preciosa. No entanto, prefiro que digam "não sei" em vez de darem respostas que não têm nada a ver - aliás, quando escrevi a minha primeira mensagem, fi-lo a pensar no link que partilhei (e que devia ter partilhado imediatamente).

Como a Teresa diz muito bem, estamos aqui para aprender, partilhar e ajudar, pois ninguém é uma sumidade e, por muitos anos de experiência que tenha, temos sempre dúvidas. Mas também convém assumirmos que nem sempre sabemos - esta minha crítica não se dirige a si, Teresa, mas certos colegas desatentos, como a Teresa diz. E quando esses colegas desatentos nos dão uma resposta totalmente inadequada, é frustrante para quem pede ajuda.

Pela parte que me toca, quando posso ajudar, ajudo, mas quando não posso, prefiro não dizer nada.
Mais uma vez, bom domingo a todas.


Direct link
 

Teresa Borges
Portugal
Local time: 21:22
Member (2007)
English to Portuguese
+ ...
@Carla Sep 13, 2015

Por mim o "assunto" está encerrado mas, por favor, não me atribua palavras que não proferi...

Direct link
 

expressisverbis
Portugal
Local time: 21:22
Member (2015)
English to Portuguese
+ ...
Pelos vistos, a desatenção toca a todos. Sep 13, 2015

Carla,

Para esclarecer apenas.

Quem falou em "distraídos" foi a própria Carla:

"... mas, apesar disso, há sempre uns distraídos que não lêem os pedidos de ajuda como deve ser e apresentam links onde não se utiliza a variante linguística pretendida."

Quem mencionou a partilha e a ajuda e utilizou o termo "sumidade" fui eu mesma e não a colega Teresa:

"No meu caso, por exemplo, como não me considero uma "sumidade" em tradução, nem tenho certezas absolutas (os meus conhecimentos estão em contínua evolução), quando me sinto insegura em relação à resposta de um termo, utilizo o espaço da discussão para apresentar uma possível proposta ou oferecer alguma pista ao consulente.
Respondo formalmente a perguntas nos domínios do saber nos quais adquiri experiência linguística e experiência técnica, dentro das minhas capacidades.

Além disto tudo, acredito que fóruns como o Proz nasceram mesmo para isto: partilhar, aprender, conhecer, trocar impressões, recompensar, ajudar, errar e acertar e saber respeitar."

Continuação de bom domingo.

expressisverbis

[Edited at 2015-09-13 16:24 GMT]


Direct link
 

Richard Purdom  Identity Verified
Portugal
Local time: 21:22
Dutch to English
+ ...
unbelievable Sep 13, 2015

Fico espantado, Carla Guerreiro, que começaste aqui um discussão destes para criticar pessoas que só querem ajudar, e geralmente de boa fé.

Há coisas bem piores no Kudoz que merecem atenção, por example os indivíduos que nem sequer usam termos tipo 'obrigado' e 'por favor' quando pedem ajuda, os que não dar contexto, os que não explicam o que já pesquisaram, ou os que só fazem perguntas e nunca dar respostas.

E obviamente se não queres considerar uma resposta por considerares que estar sem fundamento, estás livre; os 'explanations' são por isso, e valem muito, mas por favor não tente impor este teu opinião nos outros!


Direct link
 

Teresa Borges
Portugal
Local time: 21:22
Member (2007)
English to Portuguese
+ ...
Obrigada, colegas Prozianos! Sep 13, 2015

Não estando no meu feitio alimentar polémicas (parafraseando Fernando Pessoa “A ciência pesa tanto e a vida é tão breve!”) não posso, porém, deixar de agradecer as intervenções dos colegas Ana, Richard e Expressis que entenderam dever sair a terreiro. Pela minha parte, será com muito gosto que continuarei a dar o meu contributo quase diário ao Proz.com, sem que me movam outras ambições que não sejam as de ajudar os colegas e de ser ajudada sempre que precise.

Um resto de bom domingo!

Teresa


Direct link
 
Pages in topic:   [1 2 3] >


To report site rules violations or get help, contact a site moderator:


You can also contact site staff by submitting a support request »

Respostas no Kudoz

Advanced search






Anycount & Translation Office 3000
Translation Office 3000

Translation Office 3000 is an advanced accounting tool for freelance translators and small agencies. TO3000 easily and seamlessly integrates with the business life of professional freelance translators.

More info »
TM-Town
Manage your TMs and Terms ... and boost your translation business

Are you ready for something fresh in the industry? TM-Town is a unique new site for you -- the freelance translator -- to store, manage and share translation memories (TMs) and glossaries...and potentially meet new clients on the basis of your prior work.

More info »



Forums
  • All of ProZ.com
  • Term search
  • Jobs
  • Forums
  • Multiple search