Pagamento a 60+ dias - aceitável/normal em Portugal?
Thread poster: Margarida Martins Costelha

Margarida Martins Costelha  Identity Verified
Portugal
Local time: 23:36
Member
Portuguese to English
+ ...
Sep 13, 2016

Olá colegas,

Já é o 2º cliente que me "exige" alterar o prazo de pagamento para 60 dias, em vez dos 14-30 dias que costumo praticar, sob pena de prescindirem dos meus serviços. Alegam que é o que fazem com todos os fornecedores. São clientes directos e grupos empresariais de alguma envergadura.

Isto não me agrada nada, especialmente porque por vezes preciso de pagar a colegas que colaboram comigo noutros pares de línguas e tenho sempre pago em 30 dias no máximo.

Acham aceitável, ou até normal?
Como tem sido a vossa experiência?

Agradeço os vossos comentários.


Direct link Reply with quote
 

José Henrique Lamensdorf  Identity Verified
Brazil
Local time: 20:36
English to Portuguese
+ ...
Em Portugal não sei, mas no Brasil... Sep 13, 2016

... as taxas de juros dos bancos giram em torno de 18% ao mês (sic!), para rolar a dívida no cartão de crédito ou no cheque especial ("overdraft"). É uma referência no custo de financiamento. Sei que as taxas na zona do euro são muito mais baixas.

A meu ver, como somos nós que fazemos as traduções, ou seja, não temos um estoque delas para pronta entrega, comprado a prazo, dar prazo para o cliente pagar equivale a lhe conceder um empréstimo. Verifiqueo com o banco onde tenho conta (Itaú), eles NÃO oferecem serviços de tradução. Porque deveria eu, como tradutor, oferecer serviços financeiros?

Pois passei a cobrar juros dignos de um amador no mercado financeiro de quem quer me pagar a prazo. Se os grandes bancos competem entre si no tocante a qual oferece empréstimos a juros mais baixos, os meus - como amador no ramo - devem ser mais altos. Se quiser pagar em 30 dias, tudo bem, mas a tarifa é uns 20~25% mais cara.

A ideia é tornar mais viável o cliente, se não tiver dinheiro, pegar um empréstimo de alguém do ramo financeiro, e não de um tradutor... exatamente pelo mesmo motivo que ele está encomendando sua tradução a um tradutor profissional e não a um banco.

60 dias? Se for a 20% ao mês, o serviço sairá 44% mais caro. Vale a pena???

Vejo muitos tradutores aceitando prazos de pagamento a perder de vista, sem custo algum, financiando o fluxo de caixa do seu cliente do próprio bolso. Minha melhor explicação para isso é que somos gente de letras, não de números.

Minha sugestão é ver quanto os bancos em Portugal cobram de juros, na pior das hipóteses*, e cobrar mais do que isso, assumindo o fato de um tradutor não atuar no mercado financeiro. É fazer valer a pena eles pegarem empréstimo de um banco, se não tiverem caixa para lhe pagar à vista.

*A "pior das hipóteses" (= juros mais altos) decorre de o banco não saber quando o cliente irá quitar a dívida, portanto não estar preparado para investir esse dinheiro tão logo o receba. Também no Brasil, no mesmo banco, é possível obter empréstimos a 6% de juros ao mês, mas com data de vencimento fixa.

Em tempo: O primeiro calote (inadimplência definitiva, não sei se em PT-PT há essa palavra) que levei na vida foi de um serviço urgente com pagamento em 60 dias. Deu tempo para a cliente sumir sem deixar vestígios. Pelo que descobri depois, os dois telefones pelos quais falei com ela eram celulares (= telemóveis) da BT, que devem estar no fundo do Tâmisa há algumas décadas. Outra... 95% dos meus clientes - inclusive do estrangeiro - me pagam à vista, para desfrutar de um bom desconto.


Direct link Reply with quote
 

Jose Ruivo  Identity Verified
Portugal
Local time: 23:36
Member (2007)
English to Portuguese
+ ...
Depende... Sep 13, 2016

Se a única queixa do cliente é essa, e se você quer manter o cliente, eu aceitaria. Se tivesse mais clientes a pagarem melhor e/ou mais cedo, talvez não aceitasse.

Cumprimentos,
José Ruivo


Direct link Reply with quote
 

Ana Vozone  Identity Verified
Local time: 23:36
Member (2010)
English to Portuguese
+ ...
New normal... Sep 14, 2016

Sim, tornou-se normal, não só cá, mas 'lá fora' também: tenho clientes em França e em Inglaterra que pagam a 60 dias há alguns anos. Mas são bons clientes, que são de confiança e pagam o que eu lhes pedi.

Aconselho-a a aceitar esses prazos e a perguntar aos seus colaboradores se estão dispostos a também receber a 60 dias nesses casos.

Em alternativa, ou complementarmente, pode sugerir aos seus clientes uma redução (muito ligeira...) no preço para eles lhe pagarem a 15 ou 30 dias.


Direct link Reply with quote
 

Carla Guerreiro  Identity Verified
France
Local time: 00:36
French to Portuguese
+ ...
Habitual, mas inaceitável Sep 14, 2016

Bom dia a todos,

Infelizmente, essa prática torna-se cada vez mais habitual, o que não a torna aceitável. O problema é que, mesmo com clientes directos, um tradutor acaba por tornar-se num fornecedor, que se submete à "vontade do freguês", em vez de ser considerado como um "empresário" e, assim, ser tratado como tal.

E o que dizer dos que pagam a 90 dias? Até 60 dias, ainda posso esperar (embora isso me desagrade profundamente), mas até 90 dias está absolutamente fora de questão.


Direct link Reply with quote
 

Margarida Martins Costelha  Identity Verified
Portugal
Local time: 23:36
Member
Portuguese to English
+ ...
TOPIC STARTER
Obrigada, José Henrique Sep 14, 2016

Espero que no Brasil os tradutores sejam mais bem tratados do que no velho continente. Assim parece, pela sua resposta.

O mesmo se passa com outros profissionais. Um amigo meu economista a quem coloquei esta pergunta disse-me que se não aceitasse os 60 dias, não teria clientes. E que ainda assim se atrasam a pagar... quando pagam.

Este meu cliente nunca me pregou calote (knock on wood) mas sofre de atraso crónico.

Agradeço a sua disponibilidade e desejo-lhe tudo do melhor.


Direct link Reply with quote
 

Margarida Martins Costelha  Identity Verified
Portugal
Local time: 23:36
Member
Portuguese to English
+ ...
TOPIC STARTER
Obrigada a todos Sep 14, 2016

Pois, estou a ver que não há muito espaço de manobra

Obrigada pela disponibilidade e desejo-lhes tudo do melhor.


Direct link Reply with quote
 

Margarida Martins Costelha  Identity Verified
Portugal
Local time: 23:36
Member
Portuguese to English
+ ...
TOPIC STARTER
Ana, quanto à redução... Sep 14, 2016

Ana Vozone wrote:

Em alternativa, ou complementarmente, pode sugerir aos seus clientes uma redução (muito ligeira...) no preço para eles lhe pagarem a 15 ou 30 dias.


Ana, as suas 2 sugestões são precisamente o que eu estava a pensar fazer.
Para a redução, que percentagem acha? 5%?


Direct link Reply with quote
 

José Henrique Lamensdorf  Identity Verified
Brazil
Local time: 20:36
English to Portuguese
+ ...
É o mesmo problema das tarifas baixas Sep 14, 2016

Se há quem paga em 60 dias, se há quem paga tarifas miseráveis é porque...
Há quem aceite!!!

Se nenhum tradutor se deixasse ficar desesperado a ponto de aceitar 1¢ por palavra (a esta altura, tanto faz a moeda) com pagamento a 60 ou 90 dias, ninguém tentaria lhe impor isso.

Poucos se conscientizam que, da mesma forma que o tradutor precisa auferir rendimentos do seu trabalho, o cliente de traduções também precisa desse trabalho para ganhar a vida. Caso contrário, não precisaria de traduções.

Poderia contar nos dedos de uma das mãos o número de clientes que já tive nas penínsulas europeias (Ibéria e Itália), porque pasece que os colegas desses locais se habituaram a ser explorados.


Direct link Reply with quote
 

Teresa Borges
Portugal
Local time: 23:36
Member (2007)
English to Portuguese
+ ...
A situação está longe de ser exclusiva de Portugal... Oct 4, 2016

Porque vivi durante 30 anos na Bélgica os meus clientes são todos estrangeiros. Neste momento, de entre 10 clientes regulares (diretos e agências), três (uma agência belga, um cliente direto alemão e um cliente direto britânico) pagam no dia imediato a receber a minha fatura, dois (cliente direto francês e uma agência francesa) pagam a uma semana, dois (agência alemã e cliente direto britânico) pagam a 30 dias, dois (agência belga e agência francesa pagam a 45 dias) e um (agência grega) paga a 60 dias. Este ano pela primeira vez fui informada pelo tribunal da falência de uma agência belga com quem vinha a trabalhar regularmente desde 1990 (felizmente devia-me apenas uma quantia pequena, cerca de 70 €). Pela minha parte, pago os meus fornecedores a 30 dias.

Direct link Reply with quote
 

HaitianPolyglot  Identity Verified
Haiti
Local time: 17:36
Member (2016)
English to Haitian-Creole
+ ...
Yes, it is giving free financing to the outsourcer Oct 5, 2016

This very morning, I got a request for 60 days from a UK-based agency. I flatly refused. In most countries, bills have to be paid on a 30-day cycle. When I accept to be paid in 60 days, how do I pay my bills? Do I tell my landlord that I will pay them in 60 days?

Personally, I am currently living in Haiti, the poorest country in the Americas. And the 60-day payment doesn't work for me.

Yes, I am benefiting from the exchange rate between the US dollar and the Haitian gourde. And I still don't feel motivated to take up work that will be paid in 60 days. I feel like I am working for free. I must meet the client's deadline and submit the project within a week or less and sometimes within less than 24 hours. And the client has 2 months to pay?

I feel that if I accept those 60-day payment terms, I will always live on the edge as a translator, even living in Haiti. I will never have enough money in the bank. I won't be able to take a vacation.

Now, I can only imagine how hard it is to be paid in 60 days while living in a first-world country where the bills come like clock-work. I used to live in the States.

I really like Jose's interpretation: We, the translators, are financing the outsourcer's business for free.

And if I want to do charity work, there are plenty of poor people I can "finance" in Haiti. Or I can do charity work in my neighborhood. But I am not going to finance any outsourcer with my hard labor.

Every time, I get a request for 60 days, I think about Jose's comparison. And I get mad, and I say no.

In the end, if the translators refuse, there will be three outcomes, I think.

1- The outsourcer will find it hard to turn in the finished translation. The outsourcer, sooner or later, might go out of business as he can't find translators to do the job and accept payment in 60 days. Most outsourcers can't do the job themselves. So they MUST hire someone else to do it. Or else they will lose the project.

2- The translator will lose this client and might start looking for direct clients. We must not forget that most outsourcers are mere middlemen. They are not linguists. Last month, I got a request to translate a handwritten document from Haitian Creole to English. I asked the outsourcer to send me the file. When I read the handwritten document, I saw that it was Brazilian Portuguese. So the outsourcer couldn't even tell which language it was!

3- If the translator continues to take 60 day payments, then he will be less interested in doing translation because he is being paid like it was a hobby, not like something he does to earn a living. He will slowly lose motivation. In the long run, such translator might leave translation as the pay is low and slow. So he can't live on translation.

Also, if we start accepting payments in 60 days, then the outsourcers will ask for 90 days, then 120 days.

This practice will keep translators impoverished.

This is the same practice that keeps workers impoverished in third-world countries like Haiti. The worker gives his labor on time, but the payment comes extremely late or never.

And that is why I choose to live in Haiti right now, if I say no to a 60-day payment, it won't affect me much as I am in a low-cost country. I can wait.








José Henrique Lamensdorf wrote:

... as taxas de juros dos bancos giram em torno de 18% ao mês (sic!), para rolar a dívida no cartão de crédito ou no cheque especial ("overdraft"). É uma referência no custo de financiamento. Sei que as taxas na zona do euro são muito mais baixas.

A meu ver, como somos nós que fazemos as traduções, ou seja, não temos um estoque delas para pronta entrega, comprado a prazo, dar prazo para o cliente pagar equivale a lhe conceder um empréstimo. Verifiqueo com o banco onde tenho conta (Itaú), eles NÃO oferecem serviços de tradução. Porque deveria eu, como tradutor, oferecer serviços financeiros?

Pois passei a cobrar juros dignos de um amador no mercado financeiro de quem quer me pagar a prazo. Se os grandes bancos competem entre si no tocante a qual oferece empréstimos a juros mais baixos, os meus - como amador no ramo - devem ser mais altos. Se quiser pagar em 30 dias, tudo bem, mas a tarifa é uns 20~25% mais cara.

A ideia é tornar mais viável o cliente, se não tiver dinheiro, pegar um empréstimo de alguém do ramo financeiro, e não de um tradutor... exatamente pelo mesmo motivo que ele está encomendando sua tradução a um tradutor profissional e não a um banco.

60 dias? Se for a 20% ao mês, o serviço sairá 44% mais caro. Vale a pena???

Vejo muitos tradutores aceitando prazos de pagamento a perder de vista, sem custo algum, financiando o fluxo de caixa do seu cliente do próprio bolso. Minha melhor explicação para isso é que somos gente de letras, não de números.

Minha sugestão é ver quanto os bancos em Portugal cobram de juros, na pior das hipóteses*, e cobrar mais do que isso, assumindo o fato de um tradutor não atuar no mercado financeiro. É fazer valer a pena eles pegarem empréstimo de um banco, se não tiverem caixa para lhe pagar à vista.

*A "pior das hipóteses" (= juros mais altos) decorre de o banco não saber quando o cliente irá quitar a dívida, portanto não estar preparado para investir esse dinheiro tão logo o receba. Também no Brasil, no mesmo banco, é possível obter empréstimos a 6% de juros ao mês, mas com data de vencimento fixa.

Em tempo: O primeiro calote (inadimplência definitiva, não sei se em PT-PT há essa palavra) que levei na vida foi de um serviço urgente com pagamento em 60 dias. Deu tempo para a cliente sumir sem deixar vestígios. Pelo que descobri depois, os dois telefones pelos quais falei com ela eram celulares (= telemóveis) da BT, que devem estar no fundo do Tâmisa há algumas décadas. Outra... 95% dos meus clientes - inclusive do estrangeiro - me pagam à vista, para desfrutar de um bom desconto.


[Edited at 2016-10-11 17:02 GMT]


Direct link Reply with quote
 

Margarida Martins Costelha  Identity Verified
Portugal
Local time: 23:36
Member
Portuguese to English
+ ...
TOPIC STARTER
Obrigada, Teresa Oct 9, 2016

Pelos vistos há de tudo...

Direct link Reply with quote
 

Margarida Martins Costelha  Identity Verified
Portugal
Local time: 23:36
Member
Portuguese to English
+ ...
TOPIC STARTER
Thank you, HaitianPolyglot Oct 9, 2016

This is a direct client, not an outsourcer. Which makes it even worse...

I'm so sorry about hurricane Matthew. I hope you, your family and friends are all OK. My thoughts are with you.


Direct link Reply with quote
 

HaitianPolyglot  Identity Verified
Haiti
Local time: 17:36
Member (2016)
English to Haitian-Creole
+ ...
Thanks, Margarida Oct 11, 2016

Hi Margarida,

Thank you for your thoughts. I am fine. My area, the Plateau Central, had no issue. But other regions were destroyed unfortunately.

Well, to go back to the subject, I think it is a complicated situation, and this is why I want to have more clients and live in low-cost countries, earning in a strong dollar while spending in a weak Gourde or Peso etc. Living in a low-cost country allows me to say : No.

And it seems that the world is becoming flat, pay wise. Everyone is trying to cut "costs" and hike profits, and practices that were once "acceptable" in third-world economies are becoming the new "normal" in first-world economies.

Well, keep up the fight.



Margarida Martins Costelha wrote:

This is a direct client, not an outsourcer. Which makes it even worse...

I'm so sorry about hurricane Matthew. I hope you, your family and friends are all OK. My thoughts are with you.


Direct link Reply with quote
 


To report site rules violations or get help, contact a site moderator:


You can also contact site staff by submitting a support request »

Pagamento a 60+ dias - aceitável/normal em Portugal?

Advanced search






PerfectIt consistency checker
Faster Checking, Greater Accuracy

PerfectIt helps deliver error-free documents. It improves consistency, ensures quality and helps to enforce style guides. It’s a powerful tool for pro users, and comes with the assurance of a 30-day money back guarantee.

More info »
Déjà Vu X3
Try it, Love it

Find out why Déjà Vu is today the most flexible, customizable and user-friendly tool on the market. See the brand new features in action: *Completely redesigned user interface *Live Preview *Inline spell checking *Inline

More info »



Forums
  • All of ProZ.com
  • Term search
  • Jobs
  • Forums
  • Multiple search