O surrealismo da tradução automática: uma nota de humor neste domingo
Thread poster: Teresa Borges

Teresa Borges
Portugal
Local time: 07:38
Member (2007)
English to Portuguese
+ ...
Aug 12

Uma agência das Nações Unidas para a qual tenho feito alguns trabalhos de tradução pediu-me que adaptasse um texto de PT(br) para PT(pt) (a partir de EN) avisando-me que grande parte do texto tinha sido traduzido automaticamente. O texto em causa é um inquérito a deputados sobre a recolha de dados pessoais (sexo, idade, religião, deficiência…) nos parlamentos. A expressão “Speaker of the Parliament” aparece várias vezes no texto (às vezes por extenso e outras só como Speaker, embora sempre em maiúsculas). Como foi traduzida? É à escolha: palestrante e orador, mas a melhor de todas é alto-falante! Escusado será dizer que nunca foi traduzida como Presidente…

Natalia Chernishova
Carla Guerreiro
 

José Henrique Lamensdorf  Identity Verified
Brazil
Local time: 03:38
English to Portuguese
+ ...
No-brainers Aug 12

O problema da tradução automática é um so: o computador não "pensa", ele apenas "processa" códigos. No caso da tradução automática, ele procura o "código" (que nós - humanos - chamamos de "palavra") num idioma, e retorna o "código" no outro idioma.

Quando se trata de, por exemplo, converter polegadas em milímetros, quilômetros em milhas, etc. ele é infalível e muito eficiente. Quando se trata de converter códigos humanos e não unívocos (por exemplo, se "manga" é "mango" ou "sleeve"), o computador tem grande probabilidade de falhar, e não tem "consciência da culpa" se o fizer.

No fundo, a tradução automática não é nem um pouco melhor do que alguém que não conheça um dos idiomas, e dependa de um dicionário para traduzir.

Em priscas eras, trabalhei na subsidiária de uma empresa que fabricava grandes equipamentos industriais. Entre seus produtos havia "slurry pumps", conhecidas no Brasil como "bombas de lama" (de minério). Uma secretária bilíngue, recém chegada de uma indústria farmacêutica, foi traduzir para o inglês uma proposta comercial. Francamente, seu bilinguismo dependia muito da velocidade incrível com que ela achava palavras no dicionário. Na versão dela da proposta, o produto em questão foi chamado de "mud bombs"!!! O diretor comercial quase caiu da cadeira às gargalhadas quando leu aquilo. Durante uns três dias, não conseguiu conter as risadas sempre que via aquela moça.

O seu "altofalante" é o caso típico. Nome completo: "loudspeaker", para não congestionar diagramas esquemáticos de aparelhos eletrônicos, vulgarmente chamado de "speaker". Um uso muito mais frequente do que o que no Brasil chamamos de "porta-voz". E "speaker" também pode ser orador, palestrante, locutor, etc. Mas um computador não saberia escolher. É aí que mora o perigo, mas os defensores da PEMT o ignoram solenemente.


Carla Guerreiro
 


To report site rules violations or get help, contact a site moderator:


You can also contact site staff by submitting a support request »

O surrealismo da tradução automática: uma nota de humor neste domingo

Advanced search






TM-Town
Manage your TMs and Terms ... and boost your translation business

Are you ready for something fresh in the industry? TM-Town is a unique new site for you -- the freelance translator -- to store, manage and share translation memories (TMs) and glossaries...and potentially meet new clients on the basis of your prior work.

More info »
BaccS – Business Accounting Software
Modern desktop project management for freelance translators

BaccS makes it easy for translators to manage their projects, schedule tasks, create invoices, and view highly customizable reports. User-friendly, ProZ.com integration, community-driven development – a few reasons BaccS is trusted by translators!

More info »



Forums
  • All of ProZ.com
  • Term search
  • Jobs
  • Forums
  • Multiple search